"". Life of Cherry: Livro: Jantar Secreto !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

21.9.18

Livro: Jantar Secreto

 Livro: Jantar Secreto

Por vezes, eu demoro uma quantidade absurda de tempo a escrever reviews de livros. Ora porque não quero dar spoilers, ora porque não sei como descrever o que senti, ora porque quero fazer justiça à história...  Chega a ser muito frustrante. E com este então, que foi tão "fora da caixa", eu demorei ainda mais tempo.

2018 está a ser, definitivamente, o ano em que eu estou a explorar a fundo a literatura brasileira, e "Jantar Secreto" é uma grande adição aos meus favoritos.


Sinopse


Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Panamá para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem os possíveis para pagar a faculdade e manter vivos os seus sonhos na capital fluminense. Mas o dinheiro é pouco e aluguer apertado. Para sair do buraco e manterem o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meios de jantares secretos, divulgados pela Internet e dirigidos a uma clientela exclusiva da elite carioca. Na ementa: carne humana. A partir daí, eles envolvem-se numa espiral de crimes e levam ao limite uma índole perversa que jamais pensariam existir dentro deles. 


A minha opinião 


Eu não estava preparada para o quão perturbador iria ser "Jantar Secreto". Eu já deveria ter adivinhado pela sinopse, que deu logo a entender que esta história iria envolver canibalismo, mas isto conseguiu ser muito mais duro e cruel do que eu imaginava. Na primeira metade do livro, eu ainda pensei "bem, isto é pesado mas já li pior". Porém, a partir daí até ao final foi mesmo "O QUE É ISTO? Meu Deus do céu, o que é que estou a ler?!". O Raphael Montes não tem medo de descrições violentas. E acreditem, ele descreve detalhadamente tudinho, desde o corte das pessoas, cenas de violência extrema, até o próprio sabor da carne humana. Por estes motivos, eu não aconselho esta leitura a pessoas menores de 18 anos. Mesmo que sejam maiores de 18 anos, se são muito sensíveis e não costumam ter estômago para cenas grotescas como estas, nem pensem em começar sequer! Pronto, já ficaram avisados.

Só para terem noção, nos dois dias em que estive a ler o livro, eu só comi peixe,  porque eu não ia conseguir comer carne sem pensar nas atrocidades que estava a ler. Eu cheguei a passar fisicamente mal, para verem a intensidade do enredo.   

Durante a leitura, é quase impossível refletir sobre canibalismo sem refletir também sobre o consumo de carne normalizado pela sociedade. O autor chega a tecer duras críticas aos consumidores de carne, o que me leva a crer que ele é vegetariano - e, mais tarde, uma breve pesquisa no Google confirma as minhas suspeitas. Não vou entrar em discussões sobre vegetarianismo nem o porquê de eu não ser vegetariana (já fiz isso aqui) porque a questão é complexa de mais para isso mas que, de facto, o nosso consumo de carne enquanto sociedade é exagerado, isso ninguém pode negar. Não poderia concordar mais com o autor quando ele afirma "A carne vicia". As indústrias aproveitam-se disso. Assim, além da importante questão da reeducação alimentar, acho que esta história também é uma crítica indireta à forma como as indústrias tratam os animais. 

No entanto, mais do que o canibalismo, "Jantar Secreto" aborda algo ainda mais chocante e muito pertinente atualmente. Tanto que arriscaria dizer até que o canibalismo é apenas um tema secundário. Não é preciso pensar muito para perceber do que se trata. O que é que levou Dante e os seus amigos a mergulharem neste negócio negro? Dinheiro. Talvez, poder. Não faz diferença, aliás, estas duas motivações são o mesmo: a verdade mais cruel é que dinheiro é poder. E, ao longo desta trama, vemos o quão longe as personagens vão por dinheiro. É assustador pensar que isto pode acontecer na realidade, a qualquer um, por muito "normal" que pareça. O dinheiro cega as pessoas, faz com que elas esqueçam completamente os seus valores.

Apesar do tema pesado, é muito fácil ler numa só tacada. A escrita de Raphael Montes é meio YA, muito simples (é mesmo só neste aspeto que é YA, atenção), que nos permite ir de um capítulo a outro de uma sem ficarmos exaustos. 

Como devem calcular, é difícil gostar das personagens ou mesmo ter algum tipo de simpatia. É natural sentirmos alguma pena em algum momento. Eu se calhar não senti tanto como o desejado pelo autor por causa de algo que acontece logo no início e que considero uma falha. Eles começam estes jantares porque Dante recusa-se a pedir ajuda à mãe, que é bastante rica. Eu compreendo que ele não queria sentir-se outras vezes nas garras da mãe mas, caramba, entre isso e contribuir para o canibalismo, é preferível ouvir o "Bem te disse!" da mãe. Teria sido mais credível se a mãe de Dante fosse pobre. Aí sim, eles estariam numa situação sem escapatória. É só uma pequena falha, todos os livros os têm, nem os melhores escapam a isto. 

Dado que a sinopse atira tudo para a mesa, desde o início, estava à espera que tudo fosse previsível (afinal, até o prólogo revela que aquilo vai dar merda)  e, por este motivo, não estava à espera do final. Que plot twist e mais não digo! Foi mesmo ali nas últimas páginas, quando já estava a dar a história por terminada. A única coisa que tenho pena é que foi um bocado apressado, não houve grandes explicações, e sinto que deveria ter sido mais explorado.

"Jantar Secreto" é completamente louco, doentio, viciante e eu recomendo-o vivamente a todas as pessoas que estiverem preparadas psicologicamente e emocionalmente para o lerem.  Fez-me ficar apaixonada pela escrita de Raphael Montes, ele é o Stephen King versão brasileira. Agora fiquei  mesmo curiosa para ler outros trabalhos dele.


Já leram este livro? Digam-me o que acharam nos comentários.

18 comentários:

  1. Nunca tinha ouvido falar e soa extremamente mórbido, mas fiquei muito curiosa! Acho que vai para a lista :D

    ResponderEliminar
  2. O título do livro não me é estranho, mas não tinha qualquer referência clara sobre a sua história. E, bem, que enredo! Apesar de sentir que iria ficar chocada em inúmeras partes, fiquei cheia de vontade de o ler. Pela abordagem de temas complexos e pela imprevisibilidade

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algumas partes chocam mesmo muito, mas os temas que aborda são mesmo relevantes.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Por acaso não conhecia, mas não sei se ia gostar! :P
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é para toda a gente, é certo.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Bem, nunca tinha ouvido falar deste livro, mas pela tua review fiquei num dilema. Por um lado, apetece começar a ler o livro agora. Por outro, não sei se vou aguentar o facto do livro ser muito pesado, como disseste, em certas descrições e tudo mais.
    Apesar disso, vai já para a lista de livros a ler ainda este ano! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta começar a ler :). Se vires que aguentas, continuas, senão paras.

      Eliminar
  5. r: 35 livros? Uau! Eu ainda não cheguei a tanto, mas também não tenho o Kindle há tanto tempo. Tenho de ver se consigo encontrar mais livros interessantes na Amazon também :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já tenho desde maio, é por isso se calhar :). Já encontrei muitos livros interessantes por lá, sobretudo através das Recomendações!

      Eliminar
  6. Parece mesmo uma história super pesada. Não conheço, mas fiquei cheia de vontade de o ler, mesmo sabendo que secalhar iria ter de fazer umas quantas pausas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Leio recomendações de livros na blogosfera e esta foi a minha preferida até agora. O livro tem uma temática super interessante, que me deixou muito curiosa, mas ao mesmo tempo duvido ser capaz de lidar com ele!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada <3. Experimenta começar a ler, e se não aguentares paras :).

      Eliminar
  8. Nunca ouvi falar deste livro. Fiquei super curiosa com o plot twist, mas não sei se tenho estômago para o livro.

    ResponderEliminar
  9. nunca ouvi falar neste livro, mas parece interessante! gosto de livros assim, com coisas meio macrabas que podem totalmente ser realidade! :)

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  10. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas agora fiquei bem curiosa por ler, embora seja assim meio macabro! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  11. Corajosa!
    Não será mesmo livro para mim!

    Beijinhos
    Sandra C.
    bluestrass.blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Oi Cherry!
    Minha amiga releu esse livro e adorou, ela sempre me fala sobre ele!
    Que bom que gostou do livro, como brasileira fico bastante orgulhosa!
    bjus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu para já não o vou reler, é demasiado doloroso para isso xD.
      Gostei mesmo muito e estou a ficar cada vez mais encantada com a literatura brasileira :).
      Beijinhos

      Eliminar