"". Life of Cherry: 7 coisas completamente erradas no filme "Sierra Burgess is a Loser" !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

24.9.18

7 coisas completamente erradas no filme "Sierra Burgess is a Loser"

 7 coisas completamente erradas no filme "Sierra Burgess is a Looser"

(Atenção: Esta publicação contém spoilers. Se não viram o filme "Sierra Burgess Is a Loser",  não leiam esta publicação.)

Confesso que, da primeira vez que vi o filme "Sierra Burgess is a Loser" achei-o fofinho. Tem bons atores, não é uma comédia romântica aborrecida, até é bastante divertida e consegue cativar-nos até ao fim.  Já lhe reconhecia algumas falhas, mas até achei a história bonita. Contudo, à medida que outras pessoas também o foram vendo, foram dando a sua opinião e manifestando a sua revolta,  eu fui começando a reparar em todos os problemas da história. Quando voltei a rever muitas das cenas, fiquei abismada ao constatar que acreditei que aquilo era romântico quando, na verdade era muito, muito errado.

"Sierra Burgess is a Loser" tem tantos problemas que chega a ser chocante como é que uma pessoa não os viu logo. Aparentemente, o filme foi cuidadosamente de forma as que as personagens saíssem favorecidas e nós gostássemos delas. Eu própria, que costumo estar sempre atenta a red flags, deixei escapar muitas coisas por isso. Este filme é perigoso e pode levar-nos a considerar ações imorais românticas.

Poderia ter incluído aqui muitas mais cenas, acreditem. Todavia, isso tornaria a publicação muito exaustiva, pelo que decidi focar-me apenas naquelas que considerei mais relevantes. 


1. O catfish: Descobrirmos que a nossa paixão tem outra identidade já não é novo no mundo dos romances, mas a Sierra Burgess elevou-o a um nível muito extremo. Este foi o ponto que me fez torcer o nariz logo no início, mas eu achei que os produtores iriam arranjar uma forma de tornar aquilo um pouco mais perdoável. Porém, pelo contrário, eles conseguiram-no torná-lo no pior dos casos de catfish que eu já vi (sim, ultrapassou os casos que se viam naquele famoso programa da MTV, "Catfish"). Muitos dos pontos que estão nesta lista mostram o quão mau foi.

2. Quando Sierra finge que é surda: Quando Dan e Sierra se cruzam com Jamey ela, em vez de enfrentar a situação, finge que é surda. Ok, não querias que a tua voz fosse reconhecida, mas ao menos poderias ter fugido, sempre era menos mau. Pior de tudo, é depois a Sierra ficar a pensar que partilharam um momento bonito. Não, isso foi gozar com a deficiência de uma pessoa!

3. O beijo que deveria ser da Veronica: A meio da história, a Sierra combina um encontro com o Jamey, e a Veronica vai no lugar dela, recebendo, ao longo do encontro, indicações por SMS do que dizer. A certa altura, quando o Jamey quer beijar Veronica, ela força-o a fechar os olhos e põe a Sierra no lugar dela. Jamey beijou-a pensando que estava a beijar a Veronica. Pareceu romântico, não pareceu? Pois, mas se esta cena fosse ao contrário, as raparigas já estariam a falar todas sobre consentimento. Malta, temos que nos lembrar que o consentimento também existe para o sexo masculino, e beijá-los sem autorização está englobado nisso. Neste caso, o Jamey consentiu beijar Veronica, não uma estranha qualquer que ele nunca viu sequer.

4. Quando Jamey manda uma foto em tronco nu à Sierra: Para dar uma pausa nas acusações à Sierra (porque são mesmo muitas), vamos aqui falar também das cenas erradas que o Jamey fez (porque ele aqui não é nenhum Peter Kavinsky). Uma delas foi mandar uma foto em tronco nu, sem avisar. Nunca se  deve mandar fotos com algum tipo de nudez sem avisar a outra pessoa. Isto também é uma questão de consentimento.

5. Quando o Jamey diz à Veronica que a sua voz parece "magra" outra vez: Ai, Neo Centineo, tu parecias muito fofo em "All The Boys I Loved Before", aqui que género de falas tu tens (vá, estás perdoado, a culpa é de quem escreveu o guião). Bem, quando o Jamey conhece Veronica (a verdadeira) ele ouve a sua voz normal, aquilo que ele considera a voz de uma rapariga magra. Depois, ele fala com a Veronica das mensagens (aka Sierra) e acha que a sua voz está mais "cheia". A Sierra até pergunta se ele está a chamar a sua voz de "gorda", e ele insiste em dizer que não é esse o caso. Avancemos então para o encontro com a Veronica real, em que ele diz que ela tem a voz "magra" outra vez. Hum, ok, obrigada? Que raio de constatações são estas?! Desde quando é que a voz existem vozes magras ou gordas?

6. A Sierra não teve nenhuma consequência pelas suas ações: A Sierra começou por fazer catfish, discriminou muita gente pelo meio, virou todas as pessoas que gostava dela contra ela e, ainda assim, no final, tudo parece que se resolve magicamente. Ela não enfrentou nenhuma consequência pelas suas ações. Ainda pior, ela acaba por atingir o objetivo que sempre quis, namorar com o Jamey, usando meios totalmente errados! A propósito dele, achei a sua declaração de amor muito forçada. Uma pessoa que sofreu catfish nunca reagiria desta forma. Mesmo reconhecendo que se apaixonou pela personalidade dela, demoraria imenso tempo a ganhar confiança nela e teriam que recomeçar tudo de novo (desta vez, sem segredos!). Não seria assim tão instantâneo. Nenhuma pessoa sã aceitaria entrar num relação quando ACABOU DE SER ENGANADA! "Sierra Burgess is a Loser" poderia ter-se redimido neste ponto, ao dar um final mais real ao enredo, um final em que percebemos que o conceito de falhado é muito relativo, e que tem mais a ver com as nossas ações do que com as aparências (isto teria sido uma forma brilhante de explorar a trama).

7. Jamey dá um elogio (mesmo!) muito terrível no final do filme: Passo a citar "Podes não ser o tipo de toda a gente, mas és o meu tipo". O quê?! Ele não poder ser o tipo de toda a gente porquê, por não ter o peso de uma modelo da Victoria Secret? Dá a sensação que ele andou este tempo todo atrás de uma rapariga magra e que não se apaixonou mesmo pela personalidade da Sierra. Eu não sei quem é que ele quer enganar.


Depois de ter visto "Sierra Burgess is a Looer", de ter acreditado que era bonito, só mais tarde descobrir todos os problemas relativos ao mesmo e ver o mesmo a acontecer com muita gente  é que percebi o quão fácil é consumir conteúdo só para nos entretermos sem pensar nas mensagens nocivas que podem estar por detrás dos mesmos. Nem todas as obras de ficção são perfeitas - e não podemos cair no erro de julgar tudo aquilo que transmitem- mas só podemos ignorar as suas falhas até certo ponto.


Já viram "Sierra Burgess is a Loser" ? Qual é a vossa opinião?

22 comentários:

  1. R: totalmente verdade... eu também tinha a ideia errada mas sim é o pós que mais custa!
    Beijinhos,
    O meu reino da noite | facebook | instagram | bloglovin

    ResponderEliminar
  2. Ainda não vi, mas li um resumo do filme (com todos os spoilers e mais alguns) e optei por não ver, por ter na ideia que se estavam a romantizar as situações erradas. Aparentemente, tinha razão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, romantizam muitas situações erradas, muitas mais do que as que enumerei aqui.

      Eliminar
  3. Aconteceu-me exatamente o mesmo! Da primeira vez que vi o filme, não vi maldade em nada. Mas quando comecei a ler críticas, apercebi-me de todos estes erros. Não gostei nada da parte no final, da "vingança" da Sierra para com a Verónica, que mázinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquilo foi mesmo uma humilhação, foi muito mau.

      Eliminar
  4. Cá estou eu a infringir as "regras" de não ter visto e de ler até ao fim ahahaha
    Das opiniões que tenho lido, sinto que a história tinha imenso potencial, mas que acaba por perder todo o significado por essa abordagem romantizada de situações graves. Uma coisa é retirarmos alguma carga pesada das mesmas, outra completamente diferente é distorcermos as suas reais intenções, como se, por exemplo, fazermo-nos passar por outra pessoa fosse aceitável.
    É preciso ter imenso cuidado na maneira como se expõem determinadas ideias.

    r: Isso não vale, assim fico sem palavras! Muito, muito obrigada, minha querida <3

    Se tiveres oportunidade, aconselho. É um teatro amoroso.

    Aquela música é relativamente recente, mas tem uma energia tão boa *-*
    Quando saio à noite, gosto dessas género de canções, porque o que quero é dançar, mas, claro, assim que começo a ouvir bem a letra até fico desorientada. Às vezes, parece que pegam em palavras aleatórias e desde que rimem ou que encaixem na métrica está bom, não importa o conteúdo.
    A sério? Isso é muito bom ahahah

    Sim, também há esse lado imprevisível da reação do outro, porque nunca sabemos o que vão achar do elogio que lhes estamos a fazer. Pois, exato, foi exatamente essa pergunta que me comecei a fazer. Acho que é bom alertarmos os outros para as suas falhas, porque isso ajuda a corrigi-las e a crescer, mas também é importante valorizarmos o que fazem de melhor

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não serias Andreia Morais se não fizesses isso, já se está a tornar tradição no meu cantinho, eu aviso mas a vontade de ler spoilers é mais forte que tu xD.
      Tinha mesmo muito potencial, poderia ter passado uma boa mensagem sobre imagem corporal, mas acabou por falhar miseravelmente.Sim, o catfish é um assunto pesado e não tem mal nenhum abordá-lo de uma forma mais leve, porém não se pode desvalorizâ-lo desta forma.

      Eu também me acabo por abstrair e dançar na mesma, mas gostava que passassem mais vezes músicas boas ou clássicos como Beyoncé como já chegaram a fazer nos meus jantares de curso.

      Antes preocupava-me com isso, agora acho que vale a pena o risco :). Fazemos a nossa parte,a forma como o outro reage já não é o nosso problema.

      Beijinhos grandes

      Eliminar
  5. Esse filme já me anda a piscar o olho desde que saiu, de cada vez que abro a Netflix, mas ainda não o vi. Por isso, não posso opinar com conhecimento de causa sobre o dito. Apesar disso, sou da opinião de que os filmes nem sempre têm que retratar as atitudes mais correctas e que correspondem (ou deviam) à realidade, nem têm sempre que passar uma mensagem significativa. Podem ser pura e simplesmente para entreter e acho que, aí, todos os erros que mencionas passam a ser perdoáveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também sou dessa opinião, tal como referi no último parágrafo do meus post. É realmente uma questão interessante, até que ponto os filmes devem retratar a realidade. Há filmes que de facto, pelo seu género (como os de ação, por exemplo) não representam, de todo, açôes morais e isso não os torna maus. Contudo, considero que quando um filme se apresenta como um trabalho que quer transmitir uma mensagem de grande importância para a sociedade, uma lição de moral, não pode conter falhas como estas.

      Eliminar
  6. Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  7. Também vi o filme a semana passada e fez-me imensa impressão a cena do beijo e o facto de ela praticamente não ter tido consequências nenhumas. Conseguiu recuperar as amizades e ganhar o rapaz que tinha enganado...
    Gostei bem mais do "To all the boys I loved before", mas mesmo assim não me arrependo de ter visto este. Até porque a "Sunflower" é uma música bem bonitinha.

    Beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apesar de agora já não gostat muito do filme sepois de me ter apercebido destas falhas todas, ainda lhe reconheço algumas qualidades, como essa música :).
      Beijinhos

      Eliminar
  8. É a primeira vez que ouço falar neste filme... Acho que vou optar por não ver! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  9. Sim!!!! Este filme está cheiiiiiiiiiiiiio de problemas. Desde quando é que é bom enganar as pessoas? Mentir, idolatrar a magreza e mentir outra vez!

    ResponderEliminar
  10. Tambem não tinha conhecimento da existência desse filme, só que vou assistir por curiosidade rs
    Novo post no blog!

    ResponderEliminar
  11. Ainda não vi o filme, mas claro tinha de ler até ao fim. :D
    Bem realmente tinha bastante expectativas, mas pelo menos assim já vou "avisada", e não me deixo iludir.
    Desde que vi o trailer, achei mal uma rapariga dar o nº de outra sem o seu consentimento e de enganar o rapaz.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Eu ainda não vi, por isso vou fazer o que dizes. Vou ver primeiro e depois venho ler e dar a minha opinião :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Não sabia deste babado mais gostei da resenha, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  14. Olá!
    Eu comecei a assistir o filme, mas quando vi os primeiros erros sai para não me estressar. Realmente todos os pontos que você apontou estão corretos e infelizmente a Netflix não está sabendo lidar com problemas sérios, o que na minha opinião aconteceu mais de uma vez (como em 13 Reasons Why, por exemplo). Tem coisas sérias que não deveriam ser brincadas desse jeito.
    Agora falando sobre esse seu cantinho lindo, eu estou encantada. Você tem textos incríveis, uma escrita perfeita e eu já estou seguindo porque não quero perder nada. Parabéns!

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Netflix, de vem em quando, até acerta na forma de abordagem destes temas, mas outras vezes é mesmo ao lado :(.
      Muito obrigada por este feedback, a sério <3.
      Beijinhos

      Eliminar
  15. Ao ler a tua publicação foi sempre: check, check, check! Parecia que estava a ver o filme de novo. Não podia concordar mais, ainda não me conformei que ela fez aquilo tudo e não sofreu nenhuma consequência... É essa a mensagem que querem passar para as pessoas que estão a ver o filme? Achei que foi demasiado irreal e romantizado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também achei isso e, por ser um filme direcionado a um público mais jovem e mais suscetível a estas mensagens, achei-o muito nocivo.

      Eliminar