"". Life of Cherry: Livro: Tarde Demais !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

1.8.19

Livro: Tarde Demais


(Nota inicial antes de publicação: A rubrica "5 coisas" do mês de julho sairá mais tarde, no dia 6 de agosto. Já está praticamente completa, porém prefiro ter mais um tempinho para fazer uma reflexão como deve ser, de um mês que foi repleto de acontecimentos)

A Colleen Hoover é uma das minhas escritoras favoritas de sempre, sempre original nas suas histórias, versátil, nunca utiliza as mesmas fórmulas e que me surpreende sempre. Portanto, o que eu não esperava é que, desta vez, me surpreendesse pela negativa. 

God, vai-me custar muito fazer uma review negativa de uma autora que admiro muito, mas temos que saber ser críticos em tudo, mesmo com aquilo que mais gostamos não é verdade? Então vamos lá. 

Sinopse


Para proteger o irmão, Sloan foi ao inferno e fez dele o seu lar. Ela está presa num relacionamento com Asa Jackson, um perigoso traficante, e quanto mais os dias passam, mais parece impossível encontrar uma saída. Intensa em uma casa incontrolável que mais parece um quartel general, rodeada por homens que ela teme e sem um minuto de silêncio, também parece impossível encontrar qualquer motivo para se sentir bem. Até Carter surgir na sua vida.

A minha opinião 


"Tarde demais" é um livro que, originalmente, estava no Wattpad e que não estava destinado a ser publicado. Era o escape da autora, o seu remédio para os bloqueios criativos, onde podia depositar as suas ideias mais mórbidas, mais aleatórias e desconexas. Contudo, quando começou a ganhar muita popularidade na plataforma, a Colleen Hoover decidiu-a publicar, sem edições, para todos os leitores puderem viver, em primeira mão, o seu processo criativo. O problema começa logo aqui. Este livro parece um rascunho por acabar porque a autora deixou lá as suas ideias conforme apareceram, sem se dar ao trabalho de as polir. Isto resultou numa história bastante previsível, sem grande sentido e com personagens estranhas e pouco desenvolvidas.

E por falar nas personagens, é impossível sentir qualquer empatia por elas. Até mesmo pela suposta vítima do relacionamento abusivo ou pelo suposto homem que a iria salvar. Os três protagonistas são narradores pouco confiáveis, fazendo-nos questionar a veracidade de algumas elementos que acrescentam às suas próprias histórias. 

Mas a Colleen, para além destas personagens pouco confiáveis, ainda conseguiu fazer algo pior: humanizar o agressor. Conseguiu a proeza de roubar o protagonismo da vítima e tentar fazer com que sentíssemos pena do agressor, mostrando a sua vida em alguns flashbacks e tornando-o em alguém que precisa de ajuda. Isso revoltou-me imenso! 

O livro é, muito, muito extenso. Mesmo muito! Quando finalmente chegamos ao final da história, apercebemo-nos que para o final do livro são mais umas duzentas páginas. Epílogos, prólogos, epílogos dos prólogos, flashbacks... Uma confusão de informações que não acrescentam nada ao enredo e que não nos faz ter mais empatia pelas personagens (quanto mais não seja, faz-nos ter ainda menos). 

Sendo a Colleen Hoover uma pessoa que experienciou um relacionamento abusivo, e que escreveu imensos livros bons sobre esta temática, sinto-me um bocado desiludida por ela ter decidido publicar algo que vai contra as suas outras obras. Com "Tarde Demais", a autora não só perdeu o controlo da sua escrita, como entregou uma história perigosa aos seus leitores. Não parece ter sido a mesma autora que escreveu "Without Merit" ou "Isto Acaba Aqui". Querida Colleen Hoover, vou continuar a ansiar por obras tuas, mas esta esquece, não foi uma boa ideia.


Já leram "Tarde Demais"? O que acharam? 

9 comentários:

  1. É sempre doloroso quando um autor que admiramos nos surpreende pela negativa :/
    Por acaso, nunca me aventurei na sua obra, mas tenho tido curiosidade em fazê-lo, até porque tenho lido ótimas críticas. Mas certamente que não optarei por este livro

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia, e embora pela sinopse até tenha ficado interessada, depois da tua opinião realmente acho que não será um grande livro! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Ainda não li. Confesso que o título captou a minha atenção. No entanto, ao ler este post percebi que ficaste desiludida com o livro. Não conheço a autora, mas quero ler livros dela para ficar a conhecer a sua escrita. Talvez não seja boa ideia começar por este xD

    Um grande beijinho,
    https://whaaatifni.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começa por "Amor Cruel" ou "Isto Acaba Aqui", são os melhores :).

      Eliminar
  4. Oi Cherry,
    Eu já li esse livro e ele me incomodou demais, é um livro muito bom, mas para quem busca conflito de emoções e lágrimas derramadas. Pessoas sensíveis não podem ler!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, não é para pessoas sensíveis, mas não considerei um livro bom.

      Eliminar
  5. Muito bem :)

    https://trapeziovermelho.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. joaquim ferreira sempre disse os verdades amigos meus....


    The Portuguese had a brutal record in the Americas as a colonial power. The most horrendous abuses occurred in the colony of Brazil: natives were enslaved, murdered, tortured and raped in the conquest and early part of the colonial period and later they were disenfranchised and excluded from power. Individual acts of cruelty are too numerous and dreadful to list here. Portuguese Conquistadors in Brazil reached levels of cruelty that are nearly inconceivable to modern sentiments.

    Today, Portugal is the Biggest Racist country that i have ever lived in. I feared for my life there and i consider myself lucky that my family got out alive! I have never lived in such poverty (Sopas dos Pobres everyday) 40% unemployment rate and 60% of the population earn less than $932 USD per month, and that’s considered Middle Class here! Within the European Union it is the worst of the worst place to live in.

    The bottom line is the bulk of the People in the poor country of Portugal exist in a brainless comma that is fed by Ignorance, anti-Spanish hate, and severe Racism of pretty much everybody that isn’t Portuguese! And, Portugal started the Global Slave Trade in 1441 so it is definitely NOT a safe place for Blacks!!

    I found important websites that explain the Severe multi-generational Racism and Hate that exist in Portugal today, and i highly encourage all to read them and spread the word in order to avoid innocent, and desperate people from living or visiting there. Get educated on the Truths about Racist Portugal now.

    1) https://www.theroot.com/a-white-journalist-discovers-the-lie-of-portugal-s-colo-1790854283

    2) https://saynotoracistportugal.neocities.org/

    3) http://www.discoveringbristol.org.uk/slavery/routes/places-involved/europe/portugal/

    4)SOPAS DOS POBRES EVERYDAY IN PORTUGAL BECAUSE OF NON EXISTENT ECONOMY:

    https://www.noticiasaominuto.com/pais/764453/sopa-dos-pobres-foi-criada-ha-anos-mas-ainda-existe-problemas-persistem

    5) http://www.ipsnews.net/2011/10/portugal-crisis-pushes-women-into-prostitution/

    6) https://www.theatlantic.com/business/archive/2013/06/the-mystery-of-why-portugal-is-so-doomed/276371/

    7) https://portugaltruths.neocities.org/

    8) https://portugalwasabadcolonizer.neocities.org/

    9) https://portugalisxenophobic.neocities.org/

    10) https://portugalisaracistcountry.neocities.org/


    Be SAFE friends. Hugs.

    ResponderEliminar