"". Life of Cherry: 5 coisas: agosto 2018 !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

31.8.18

5 coisas: agosto 2018


Se pudesse resumir este mês numa frase seria "Dolce Far Niente". Ah, a doçura de não fazer nada. Que bem que soube! Depois de um julho atipicamente muito alegre, cheio de planos e objetivos que, em agosto os dias tornaram-se mais lentos e foram os planos mais espontâneos que dominaram. 



5 coisas que aconteceram


1. Dias de piscina: Em agosto os dias de praia foram substituídos por dias na piscina, sobretudo no primeiro fim de semana do mês, o mais quente do ano. Não porque não se estivesse bem na praia (porque, surpreendentemente, esteve sempre bom, normalmente em agosto as praias do Norte ficam uma merda, com as nortadas e tal), mas porque já estava um bocado farta. Nas piscinas posso estar ali a chapinhar com os braços mais à vontade (que é o que as pessoas adultas que não sabem nadar fazem) sem ter medo de ir parar a Espanha com as ondas fortes.

2. Festas populares na aldeia: Quando era mais nova e ainda não podia ir aos famosos festivais de verão, as festas populares da aldeia da minha avó eram o meu festival. Geralmente, aconteciam no início de setembro e eram as minhas festas de despedida das férias. Não era preciso esforçar muito a minha imaginação, porque estas festas costumavam ser cenas em grande, com muita música, algodão doce, carrinhos de choque, carrosséis, bem, quase à altura do S.João. Agora, muitos anos depois e depois de já ter ido a festas muito melhores, esta perdeu o seu encanto,As coisas já não são como eram na minha infância, agora é a meio de agosto, já não existem tantas atrações, tanta música, motivo pelo qual eu só dei lá um saltinho para não quebrar a minha tradição.

3.  Jardins do Palácio de Cristal: Todos os anos vou, pelo menos, uma vez por ano ao Porto. Nunca  vou cansar-me desta linda cidade, há sempre um cantinho novo por descobrir. Apesar de já ter explorado muitos sítios, nunca se tinha proporcionado ir aos jardins do Palácio de Cristal. Este ano,  tive finalmente a oportunidade de ir lá e fiquei encantada com a sua beleza. As paisagens são mesmo lindas! Consigo imaginar-me a ir lá mais vezes e a passar as tardes a relaxar, a fazer um piquenique, a ler um livro ou simplesmente a apreciar a vista.

4. Quinta dos Cisnes: A Quinta do Lago dos Cisnes aqui em Braga é um sítio muito requisitado para casamentos, porém não é preciso casar ou pagar uma fortuna para entrar lá. A Quinta tem um espaço aberto ao público. Podem passar lá uma tarde deitados ao sol, a banharem-se nas águas do Rio Cávado, a deliciarem-se nos inúmeros bares que lá existem, a jogarem e competirem com os vossos amigos em máquinas de jogos arcade (adoro estas máquinas!), em matraquilhos e nos bilhares ou a apreciarem a beleza de muitos animais que lá existem. Ao contrário daquilo que eu imaginava (por ser um espaço mais destinado a eventos), é possível passar lá a tarde de inúmeras maneiras divertidas.

5. Muitos, muitos livros: Este mês consegui quebrar um recorde literário. Li tanto nestas últimas semanas que acabei de ultrapassar o número de livros que normalmente leio num ano. Desde o início de 2018 já li mais de 30 livros e ainda faltam quatro meses! Comprar um Kindle mudou os meus hábitos de leitura para muito melhor e está-me a possibilitar-me mergulhar em muitas histórias.


5 coisas que adorei



1. Seja sempre luz: Já tiveram a sensação de que conseguem ajudar os outros, com os vossos conselhos, a vossa alegria, o vosso humor mas não se conseguem ajudar a vocês próprios e sentem-se miseráveis? Eu já me senti assim e é por isso que me identifiquei tanto com este texto. Esta é a publicação é um lembrete de que existe sempre alguém que se inspira em nós, e devemos usar isso como motivação para sermos sempre luz, não só na hora de ajudar os outros, mas também na hora de nos ajudarmos a nós mesmos.

2. Slowly: Atualmente, tudo é rápido e instantâneo. Perdeu-se o encanto de escrever cartas e esperar ansiosamente por uma resposta. Para quê escrever cartas quando podemos mandar uma mensagem e receber outra em segundos, sem gastar um cêntimo? A app "Slowly" decidiu dar luta a esta tendência pelo fácil e momentâneo, e trouxe de volta o penpals, numa versão tecnológica, mas com cartas e  tempos de envio na mesma. Conheci a app através deste post da Inês e conquistou o meu coração! Aquilo que gosto mais nesta aplicação é que encontramos pessoas que realmente querem falar e que não estão ali com segundas intenções. É difícil encontrar isso na Internet. Todos os amigos online que fiz até agora foram na blogosfera, porque em todos os outros sítios é muito difícil encontrar alguém que não seja tarado ou que não esteja a gozar connosco. Aqui não, aqui encontramos pessoas que realmente querem falar dos seus interesses. Já tive vários penpals e já aprendi imenso acerca de outras culturas. Há, inclusive, uma penpal italiana a quem eu escrevi cartas durante o mês inteiro e estou a ficar convencida que fomos irmãs noutra vida por termos tanto em comum! Tem sido uma experiência muito enriquecedora e divertida.

3. Zonas de habitar não têm raça: Pior do que insultos racistas e discriminação à descarada é o racismo mascarado de educação, de preocupação e de suposições. Todas as nossas ações, por mais simples que sejam, podem causar um grande impacto. A Lyne decidiu partilhar algumas histórias pessoais  para passar esta importante mensagem. 

4.  Self Worth is Hard Work: Esta publicação mexeu muito com o meu coração de tão inspiradora que é. Quando o assunto "problemas de imagem corporal" vem à baila, só se fala das pessoas que se sentem gordas e querem perder peso. Muitos dessas pessoas ficam indignadas quando alguém que é magra revela inseguranças em relação ao seu corpo. Ser magra é o paraíso, afinal qual é que é mesmo o problema? Não, errado, ser magra não faz de nós mais felizes. Em vez de dizerem que estamos gordas, dizem que estamos anoréticas. Em vez de dizerem que temos que comer menos, dizem que temos que comer mais e impingem-nos toda a comida que conseguem. Perguntam na mesma de forma "educada" se estamos doentes. Não somos imunes a estes comentários e sofremos as mesmas inseguranças que toda a gente. É por isso que considero o testemunho da Inês mesmo importante. Porque mostra uma jornada de autoaceitação diferente mas cujo objetivo é aquele que todos nós queremos. 

5. Vamos falar sobre reality shows: Não tenho vergonha de admitir que vejo reality shows. Já vi mais do que antes, é certo, mas ainda vejo de vez em quando, quando estou no mood de ver algo que sei que me entretenha. Não precisamos de estar a ver coisas bastante cultas todo o tempo, às vezes sabem bem ver programas de lixo. Aquilo que me diferencia de muitos espectadores de reality shows é que eu sei que o que estou a ver não é real. Precisamente pelas razões que a Mariana fala neste post.  As produções destes programas colocam lá uma pequeníssima amostra da sociedade, que em quase nada é representativa daquilo que a maior parte de nós somos. Tal como a Mariana, em nenhum momento da minha vida eu parei para dizer "Olha que engraçado, aconteceu-me o mesmo que vi naquele reality show". Por outro lado, existem problemas na sociedade que são comuns ao universo dos reality shows, como o racismo, a homofobia, etc. A autora do blogger "O pequeno girassol" fez uma excelente reflexão sobre este formato em que muitos canais de televisão decidem investir. 


Como é que  foram as vossas últimas semanas de férias?

(Foto: da minha autoria)

24 comentários:

  1. Bem, isso é que foi um bom mês Cherry.
    Eu adoro livros, mas nunca comprei um Kindle ou um Kobo, talvez porque ainda gosto de sentir o cheiro do papel e desfolhar as páginas, mas não descartei a hipótese de comprar um, assim que conseguir.
    Também gostei da app Slowly, mas só tive uma semana de experiência. Apaguei a conta não foi porque não gostei, mas porque tenho imensas redes sociais em paralelo e achava que ter mais uma rede social seria uma acha para a fogueira.
    Espero que Setembro traga tudo de bom e ótimo para ti.
    Um beijinho

    A Pipoca Mafalda
    apipocamafalda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi, sem dúvida!
      Eu também gosto, e o Kindle não substitui isso, motivo pelo qual eu ainda compro livros físicos :).
      Compreendo, acaba por ser demasiada coisa para gerir. Eu agora só comunico com uma penpal porque não dá tempo para tudo, tenho outras prioridades.
      Obrigada, que setembro seja maravilhoso para ti também :).
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Muito obrigado pelo carinho!!! Fiquei mesmo muito feliz !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mereces! Sei o quão difícil deve ter sido teres escrito aquele post por ser uma jornada tão pessoal, por isso eu e os teus leitores estamos muito gratos por isso <3.

      Eliminar
  3. Quantas coisas boas nesse mês de agosto Cherry! Também estou num ritmo de leitura maravilhoso por aqui, lendo bastante desde o início do ano. \o/ E piscina é sempre uma delícia (apesar de amar praia também). Um beijo :*

    ResponderEliminar
  4. Oie, que agosto maravilhoso você teve <3 O meu foi cheio de trabalhos rsrs férias mesmo só no final do ano.

    bjs

    Ariadne ♥
    www.devoltaaoretro.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a certeza que valerão a pena na mesma :).

      Eliminar
  5. Adorei essa ideia de post!
    Você lê muitos livros, eu não consigo ler muito, li apenas 6 livros até agora :( Tem alguma dica para ler mais?
    Beijos!

    https://lesjoursdemarcela.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprar um e-reader ajudou-me imenso a ler mais, uma vez que os livros são muito mais baratos e, além disso, podes meter lá livros de graças (shhh, é ilegal, não digas que fui eu que disse). Outra das dicas é ir lendo um bocadinho aqui e acolá, ao acordar, nos transportes públicos, enquanto se espera uma consulta,... É ir aproveitando os bocadinhos de tempo livre, basicamente :).
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Festas populares são tudo de bom ahahahah
    Os Jardins do Palácio de Cristal são um dos meus lugares favoritos no Porto. Para além da beleza óbvia, transmitem uma paz aconchegante. Quase que soam a abraço *-*
    Fiquei bastante curiosa com a Quinta dos Cisnes!
    Desde o ano passado que estou num grupo de troca de cartas e tem sido uma experiência enriquecedora. Apesar de adorar escrever à mão, nunca tinha implementado essa hábito e sinto que foi uma aquisição maravilhosa na minha vida. Tenho que explorar essa app
    Sinto que, hoje em dia, há pessoas que têm muita necessidade de parecer cultas e isso implica passar a imagem de que não veem reality shows, quando o fazem (e não é apenas nesta questão). E eu fico sempre a questionar-me qual é o objetivo disso. Não é por alguém ver esse género de programas que é menos inteligente. O que nós fazemos com o conteúdo transmitido é que pode influenciar isso mesmo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, sente-se uma paz incrível!
      Isso parece ser mesmo interessante e uma ótima iniciativa para não se deixar perder o bonito hábito de escrever à mão.
      Exatamente, não é o que vemos que define a nossa inteligência, é o que fazemos com essa informação.

      Eliminar
  7. Adoro os Jardins do Palácio de Cristal, é dos meus sítios favoritos no Porto. E passou a ser ainda mais favorito desde que a Feira do Livro se instalou lá :) mais um bom motivo para regressar a esse belo sítio e a essa bela cidade!

    Beijinhos,
    Ensaio Sobre o Desassossego

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabia que a Feira do Livro se tinha instalado lá :).
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Tenho tantas saudades do Porto...

    E agora deixaste-me com este pensamento nostálgico.

    Beijinho,
    JU VIBES | @itsjuvibes ❤

    ResponderEliminar
  9. Sem dúvida que o que mais gosto neste mês é as festinhas da aldeia!!! ADOROOO!!!

    Beijinhos ♥
    BLOG || INSTAGRAM

    ResponderEliminar
  10. Quando era pequena ia imenso à quinta lago dos cisnes, chegava a andar no comboio de lá e achava aquilo um máximo.Já não vou lá aos anos mas já avisei os meus pais que quero lá ir muito em breve!
    Quero muito ir aos jardins do palácio de Cristal e a uns quantos mais lugares no Porto, mas ainda não consegui ir lá este mês a ver se vou em Setembro (:
    30 livros ? Isso é maravilhoso! O máximo que já li num ano foram 25 e confesso que este ano ainda não li muito...

    https://arrblogs.blogspot.com/2018/08/back-to-university-office-tour-and-ikea.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquilo para as crianças deve ser mágico :).
      É como eu, isto é mesmo um grande recorde.

      Eliminar
  11. o palácio é lindíssimo!! Foste ver a biblioteca?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não fui, com muita pena minha, só estive a explorar os jardins. Vai ficar para uma próxima :).

      Eliminar
  12. As festas populares na aldeia são sempre do melhor :P
    beijinhos

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  13. Um mês cheio de coisas boas. Que setembro seja ainda melhor.

    ResponderEliminar
  14. Adoro festas populares ahah
    Fico contente por teres tido um Agosto ótimo, espero que Setembro te surpreenda na mesma medida ou ainda mais, um beijinho <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já gostei mais, depende :).
      Obrigada :). Que Setembro te surpreenda também.
      Beijinhos

      Eliminar