"". Life of Cherry: A blogosfera não vai morrer, a não ser que vocês deixem !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

19.7.18

A blogosfera não vai morrer, a não ser que vocês deixem


Nos últimos meses, têm-se discutido muito por aqui se a blogosfera está morta ou se está a morrer. Desenganem-se se pensam que isto é um tópico novo, porque não é, já foi discutido muitas vezes ao longo dos anos. A blogosfera já passou por muitas fases, e este é o tópico que costumamos discutir quando estamos numa fase má. 

No entanto, reconheço que estamos a passar por uma fase mais difícil do que todas aquelas que já passamos. Pela primeira vez na vida, estamos a ser ultrapassados não apenas por uma plataforma, mas por várias. Estamos a ser ultrapassados pelo Instagram, que oferece gratificação imediata em formas de "gostos" a cada foto. Estamos a ser ultrapassados pelo Youtube, cujos vídeos dão muito menos trabalho a ver do que ler sobre um mesmo assunto. Estamos a ser ultrapassados pelo Twitter, que permite partilhar ideias e fazer debates sem  termos que escrever testamentos. Estamos a perder muitos leitores para todas estas plataformas. Pior que tudo, estamos a perder bloggers. 

Quando comecei a ler  esta publicação da Inês, ao início, fiquei completamente destroçada. Será que a blogosfera está mesmo a morrer?  Porém, à medida que fui lendo (e pensando no amor que a Inês tem pela blogosfera), percebi que a minha resposta a esta pergunta é diferente da da  Inês: não a blogosfera não vai morrer, a não ser que nós deixemos.  Identifico-me com muitas das coisas que a Inês disse (e aconselho-vos a ler a publicação, porque está uma reflexão muito boa e sincera), mas não vejo a apoptose blogosférica como algo iminente. 

A blogosfera não está a morrer. Sim, temos outras plataformas que estão a ofuscar a nossa. Sim, definitivamente já não estamos na moda. Mas ainda não estamos a entrar em vias de extinção. Estamos sim a passar por uma fase de mudança e, como todas as fases de mudança na blogosfera, estas custam. As visualizações caem, os comentários são escassos e a desmotivação, por vezes, ataca. Mas tudo isto faz parte de um processo de adaptação, em que estamos a avaliar aquilo que temos que fazer para fazer com que a nossa comunidade sobreviva nas condições atuais. Já não podemos publicar apenas os nossos pensamentos random do quotidiano, para isso temos o Twitter. Já não podemos fazer uma publicação só com fotos, para isso temos o Instagram. Já não podemos criar publicações para "encher chouriços", porque as pessoas já não se vão dar ao trabalho de ler tudo o que publicamos. 

Como em todos os processos de adaptação, há quem não sobreviva. É como na natureza, há uma seleção natural. Existem blogs que estão a desaparecer, porque não conseguem adequar-se às condições atuais. Acabam por desistir porque as coisas "já não são como antigamente", porque se recusam a mudar e desprezam todos aqueles que evoluem. Outros blogs desaparecem porque simplesmente não pertencem aqui.  Quem está na blogosfera por dinheiro descobre agora que existem plataformas mais rentáveis. Quem não gosta realmente de escrever e só o fazia porque queria ter uma voz na Internet, vê agora que tem outras formas de comunicar. Esta seleção natural é assustadora, porque deixa muitos blogs pelo caminho. Apesar disso, esta não está a aniquilar a blogosfera. Sabem o que é que está a fazer? A dar mais espaço para os bloggers que realmente adoram isto.

Portanto, a vocês que já estão com bandeiras brancas e já estão a fazer as malas: a blogosfera não está a morrer, porque nós não vamos deixar. Nós não vamos a lado nenhum, e ai de quem tente obrigar-nos a desistir! Se as outras plataformas nos estão a tentar ofuscar, nós vamos começar a inovar e a  criar coisas que estas não podem criar. Vamos criar histórias que as fotos não podem contar. Vamos partilhar pensamentos e ideias que não podem ser encolhidas num tweet. Vamos criar conteúdo tão cativante que faça com que as pessoas larguem a preguiça e leiam o raio do texto, mesmo que este tenha mais que um parágrafo. 

A blogosfera não vai a lado nenhum. Agora temos é mais plataformas por onde escolher. A nossa função é fazer com que esta continue relevante e que continue a cativar pessoas que estão interessadas por esta. Porque, acreditem, existirão sempre pessoas interessadas em ler. Enquanto não criarem um plataforma melhor para a escrita, a blogosfera é a nossa casa. Uma casa que nos irá receber de braços a abertos todos aqueles que-como eu e a Inês- nos exprimimos muito melhor a escrever do que em vídeo ou do que de qualquer outra forma e que, mesmo tendo a capacidade de comunicar com outras plataformas, escolhemos esta, porque a nossa paixão pela escrita é mais forte. Uma casa que, acima de tudo, não irá fechar portas porque fomos nós que a criámos e fazemos parte dela. Enquanto tivermos isto em mente, a blogosfera estará bem viva. 

60 comentários:

  1. Tenho lido em vários sítios, e inclusive alguns estudos que demonstram que o conteúdo em vídeo está a ser consumido em muito maior quantidade do que os blogs em texto.

    Eu tenho um blog apenas com artigos escritos e não estou minimamente preocupado ao ler essas notícias, pois as conclusões que faço são as seguintes:

    Primeira:

    Se o vídeo está a ter mais visualizações, então haverá muito mais pessoas a querer fazer vídeos do que blogs só de texto. A competição no Youtube neste momento já é gigantesca e vai aumentar mais ainda.

    Segunda:

    Inversamente, a competição nos blogs vai diminuir drasticamente. Por causa de todas essas notícias haverá cada vez menos gente a criar blogs e os mais resilientes vão aumentar muito as suas audiências. A procura (de blogs) vai suplantar a oferta.

    Tenho a certeza de que não precisamos de nos preocupar, pois estes fenómenos são como na bolsa de valores:

    Quando está toda a gente a vender ações é porque é a melhor altura para as comprar, e quando está toda a gente a comprá-las, é porque é a melhor altura para as vender. Ou seja, fazer o contrário do que a maioria faz é o que traz resultados.

    Dizem que quem tem olho em Terra de cego é rei, e na minha humilde opinião, agora é a melhor altura para se criar um blog.

    www.desbloqueie-se.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que reflexão interessante que fizeste :).
      Realmente, os bloggers que forem resilientes vão acabar por destacar-se mais e criar um público fiel. Já no Youtube, por exemplo, a competição será muito maior e os seguidores não serão tão fiéis. Essa comparação com a bolsa está mesmo genial, é mesmo isso que acontece. Quem vai contra a corrente e faz algo diferente de toda a gente distingue-se mais dos outros.

      Não diria melhor, é a melhor altura, sobretudo para aqueles que querem inovar :).

      Eliminar
    2. Adorei o ponto de vista tanto de um como do outro! Tive de me ausentar do blog por 2 meses este ano por causa da universidade e as saudades que tive de vir aqui escrever e trabalhar. Sem dúvida que não largo isto por muito hobby que continue a ser! Viva aos sobreviventes :P beijinhos a ambos espero que continuemos por cá ;) kiss^^

      Eliminar
  2. Concordo contigo, só morre se deixarmos.
    Verdade seja dita, pode ser mais difícil alcançarmos um público, porque as pessoas não lêem tanto. No entanto, quem corre por gosto não cansa.

    ResponderEliminar
  3. Tudo isso a mim me passa sempre ao lado, as fases altas e baixa da blogosfera, porque não estou realmente muito envolvida neste mundo. Mas julgo que, com o tempo, isto se vá indo abaixo, sim... acabam por ser mais as pessoas que não têm paciência para ler do que as que têm (incluo-me nestas últimas, as que preferem SEMPRE os blogs). Requer, como dizes, mais esforço por parte dos bloggers, se tencionarem continuar a sê-lo. Por mim, continuarei no mesmo registo até ao dia em que me cansar deste mundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A blogosfera não se irá abaixo enquanto existirem pessoas como eu e tu que tencionamos manter-nos por aqui e continuar a criar :).

      Eliminar
  4. Quando era miúda cheguei a ter blogs e devo confessar que os blogs agora são muito mais apelativos. Podemos estar numa fase complicada, mas vejo isso da seguinte forma:
    O meu blog é tipo aqueles banquinhos que levamos para praia ou para aqueles locais em que achamos que vai estar cheio, mas que há sempre espaço para mais alguém. Volta e meia vem o vento e as tempestades e os donos dos outros banquinhos, pegam neles e vão embora - aconteceu-me isso com um blog que criei em paralelo com o "Ai de Mim". Outros sentam-se em cima do banquinho e não o deixam voar para lado nenhum. Afinal quem é que manda? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não cheguei a ter blogs, mas cheguei a ler alguns, e concordo, gosto muito mais dos blogs agora, aliás, foi esta mudança que me fez querer criar um :).
      Que metáfora bela! É mesmo isso. Nós somos aqueles que nos sentamos nos banquinhos e não vamos a lado nenhum!

      Eliminar
  5. Mais uma belíssima publicação. Gostei de ler.

    Bjos
    Votos de uma óptima Noite

    ResponderEliminar
  6. Cherrie, não podia estar mais de acordo com o teu post!
    No que me toca, estou para ficar; adoro escrever, partilhar conteúdo que vai para além dos 280 caracteres ou apenas fotos.
    Para todos nós que gostamos de escrever, e de ler, não há melhor que a blogosfera!

    Um viva a todos nós!
    Beijinho.
    www.portysdiary.com

    ResponderEliminar
  7. Excelentes palavras Cherry! A blogosfera está a passar por uma má fase, mas é uma boa oportunidade de quem realmente gosta do blogger e de escrever ter mais espaço para partilhar.

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :). É mesmo assim que temos que encarar esta fase, como uma oportunidade parar escrever mais e melhor :).

      Eliminar
  8. Qualquer plataforma atravessa fases de altos e baixos, dependendo das necessidades e interesses das pessoas. E basta ver, por exemplo, pelo facebook que, quando chegou, reuniu imensos admiradores e, hoje em dia, são mais aqueles que pretendem abandonar esta rede social, porque já não se identificam ou porque descobriram algo melhor. Por muito que me custe, a blogosfera não está isenta destes picos mais negativos.
    Entramos numa era em que as pessoas querem coisas de consumo rápido, portanto, é muito mais fácil - e, talvez, cómodo - publicar uma foto, partilhar um tweet ou, até, ver um vídeo, porque podemos estar a fazer outras coisas ao mesmo tempo. No entanto, também acredito que os blogues só morrem se permitirmos que isso aconteça. Porque quem gosta e se dedica de corpo e alma há-de continuar a fazê-lo (ando cá há 9 anos e a minha vontade de comunicar por esta via nunca esmoreceu), da mesma maneira que quem gostar de ler também voltará para o fazer.
    Cabe-nos a nós lutar por aquilo em que acreditamos. E enquanto acreditarmos na blogosfera, em geral, e no nosso blogue, em particular, esta plataforma continuará bem viva :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Facebook também não está atravessar uma fase boa, também está a perder muito para as outras redes sociais, mas isso é porque também perdeu a sua essência, agora só tem publicidade e um algoritmo marado.
      É mesmo isso, temos que lutar por aquilo em que acreditamos <3. Obrigada por continuares cá após 9 anos.
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Concordo plenamente contigo. Ter um blog deveria ser algo indissociável de gostar de escrever. Eu criei o meu ainda não fez um ano, lancei-me nisto por dois motivos: primeiro tinha algo para partilhar, segundo gosto de escrever. Sim, escrevo textos longos, partilho as minhas ideias... Passo a minha Mensagem.

    Quem tem outros objetos, que não se prendem com isto, não pertence de facto à blogosfera. Há outras plataformas melhores.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai acabar por ser, porque as pessoas que não gostam de escrever não conseguem manter um blog durante muitos anos, principalmente em fases como estas.
      Existe um lugar na Internet para todos :).
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Muito bom este post. É verdade que os blogs estão a ser engolidos por outras plataformas. No meu caso em particular que dedico mais espaço aos livros, vejo os canais a nascer como cogumelos e claro uma imagem "vende" mais do que as palavras.
    Se no início eu até gostava de ver vídeos com opiniões aos livros, agora detesto e não tenho paciência nenhuma. Alguns canais passam muito tempo a fazer o resumo do livro e noutros casos aborrece estar ali 10 minutos a ver. É muito melhor pegar num blog e ler. E discordo quando dizem que uma opinião escrita não consegue transmitir as emoções da leitura.
    Vamos manter viva a blogoesfera. Podemos ser pouco, mas ficarão os bons.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A maior parte dos youtubers que fazem reviews de livros aborrecem-me precisamente por isso. Abro exceção para alguns youtubers (nomeadamente brasileiros, existem muitos booktubers brasileiros bons), mas de resto prefiro ler em blogs :). Muito pelo contrário, eu acho que uma opinião escrita transmite muito melhor as emoções da literatura :).

      Eliminar
  11. Concordo contigo,...só se deixarmos é que irá morrer!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  12. Concordo :)
    Apesar de não ter assim muito jeito para o blog, eu já lia e seguia blog's a imenso tempo, e sempre adorei ler e ver, agora até comento mais para dar mais incentivo à malta :)
    Sim também gosto do instagram, do facebook e do youtube.
    Mas há um problema:
    Instagram já não é só por fotografias, há uma competição severa e o interesse é só ter X gostos e X seguidores e ter fotografias com os melhores efeitos e um feed com uma linha a seguir.
    Facebook uso mas não utilizo a 100%, e depois há pessoas a usá-lo para dizer tudo o que fazem no dia-a-dia.
    Youtube já começa a ser tantos Vlogger's que já começa a haver rivalidades e conteúdos idênticos.
    Já eu acho que os blog's tem sempre aquela essência especial, há textos lindos, há opiniões diversas, e traz conteúdo importante como livros, filmes e séries, e muitas coisas.
    Por isso cá vou estar deste lado a ler e a ver os blog's.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tenho tentado comentar mais, para dar mais incentivo à malta , não quero ver bloggers desanimados :).
      A verdade é que, para muitas pessoas, o Instagram também é sobre os números, mas a partir do momento em que só é esse o objetivo e as fotos deixam de ter importância, aí é que é preocupante.
      Acho que em todas as plataformas há conteúdo bom, mas agora que a blogosfera já não está na moda e nos vamos ter que esforçar mais, acho que nós é que vamos ter melhor conteúdo :).

      Eliminar
  13. Concordo com o que disseste! Tudo passa por fases, mais boas e menos boas, é normal que num mundo onde se procura cada vez mais o facilistismo, o youtube e instagram sejam plataformas mais apelativas, mas a verdade é que enquanto existirem pessoas que gostam de escrever e pessoas que gostam de ler (algo que eu acredito que vai sempre existir) os blogs não vão desaparecer.

    Beijinhos*

    https://noobdamaquilhagem.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  14. Ai Cherry, tens tanta razão no que dizes. É certo que agora existem 1001 plataformas diferentes, mas enquanto me sentir bem por cá e a partilhar o que quero com os meus leitores, é por cá que vou continuar.
    Acredito que o mais importante é sermos genuínos e criativos, continuarmos a dar o nosso melhor, porque quem gostar realmente de nos ler, vai fazê-lo.
    "(...) Apesar disso, esta não está a aniquilar a blogosfera. Sabem o que é que está a fazer? A dar mais espaço para os bloggers que realmente adoram isto. (...)" - concordo!
    Por isso, não tenho muito a acrescentar ao que tu disseste e sim, a blogosfera só morre se nós deixarmos!


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por continuares por cá :).
      Acredito que sim, que existirão sempre pessoas que vão ler-nos sempre :).

      Eliminar
  15. Sabes que também li o post da Inês e pensei em escrever um post muito semelhante ao teu?
    Por isso adorei ler este teu post, parabéns :D
    Sou completamente a favor de tudo o que escreveste. E digo mais: Os blogs não vão morrer! Porquê? Porque quem tem realmente alguma coisa importante e com valor a escrever, terá de certeza alguém interessado em ler! E antes de os blogs morrerem, têm de morrer as revistas que têm MUITO MENOS conteúdo que os nossos blogs e CUSTAM DINHEIRO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada <3.
      Nem mais, além de que os blogs são mais pessoais e mais genuínos :).

      Eliminar
  16. Que texto! Obrigada pelas palavras e pela reflexão incrível que fizeste. Posso-te dizer que ao ler o texto da Inês fiquei um pouco triste porque se nota a ausência de vida na blogo, mas tenho a certeza que quem gosta mesmo de escrever e de partilhar o que escreve não vai desistir porque os números diminuíram. Isto não é o nosso trabalho, e temos de perceber que nem sempre os números são o mais importante! Obrigada por continuares desse lado, e por dedicares tanto tempo ao teu blog.
    Beijinho, Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu <3. A blogosfera vai voltar a ter vida, nós vamos conseguir passar por esta fase <3.
      Eu valorizo os números, estaria a mentir se dissesse o contrário, mas valorizo muito mais os seguidores fiéis que voltam todos os dias ao meu cantinho.
      Obrigada por também continuares por cá <3.
      Beijinhos

      Eliminar
  17. Gostei de conhecer melhor o teu ponto de vista! A tua dedicação e a paixão por isto eu já conhecia ;)

    ResponderEliminar
  18. Todos nós temos momentos em que fazemos pausas por este cantinho, mas acho que acabamos sempre por regressar, pelo menos falo por mim!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o "bichinho" da blogosfera, todos nós acabamos por voltar :).

      Eliminar
  19. O tamanho dos textos e a preguiça dos leitores, foram sempre o calcanhar de Aquiles dos blogs. Só que dantes não existiam outras plataformas de consumo rápido e havia quem tentasse adaptar o tamanho dos textos. Penso que hoje os preguiçosos procuram outras plataformas, mas haverá sempre que goste de ler e escrever. Talvez esta seleção natural acabe por funcionar como um varrer a casa e pela blogosfera deixem de pairar as avantesmas que produziam comentários do género: "olá, gostei muito do blog e estou a seguir. Segues também"? Se for isso, não fazem falta nenhuma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, o tamanho dos textos sempre intimidou muitos leitores, mas agora que há outras plataformas a preguiça ainda é maior.
      Ai, já não há paciência para esses comentários, não fazem mesmo falta nenhuma.

      Eliminar
  20. Eu amo demais esse mundo dos blogs e se depender de mim, nunca acabará ♡

    http://www.blogmarianaleal.com/

    ResponderEliminar
  21. Não tenho pretensão nenhuma com o meu blog, por isso penso que só irá acabar, quando eu deixar de gostar de escrever e de partilhar!! Para já adoro fazer!!

    ResponderEliminar
  22. Realmente,cada plataforma nova que surge fica mais difícil concorrer com elas :( bjos

    Conheça meu blog :) | Meu perfil no instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, mas não temos que concorrer com elas, existe lugar para todos :).

      Eliminar
  23. Concordo contigo :) Tanto que acabei por regressar aqui ao mundo dos blogs :P Por achar que isto estava a morrer e que já não era a mesma coisa, fui desistindo... Parecia já não haver interesse em ler textos longos, pelo que também eu própria perdi o interesse em expressar-me por aqui. Mas comecei a sentir falta disto. Também sempre me expressei muito melhor através da escrita do que oralmente e acabei por sentir necessidade de partilhar outras coisas que partilhava outrora através do blog: coisas como reviews de livros ou o amor por uma nova série que comecei a ver ou a excitação de ter descoberto uma música nova espectacular. Coisas sobre as quais não falo no Instagram ou no Facebook (as únicas redes sociais que uso, embora mal use o Facebook agora, pois acho que perdeu imenso), porque não faz sentido e acho que ninguém se interessa por ler estas coisas nestas redes. Por isso, ainda bem que existe uma plataforma onde posso escrever à vontade e sobre todos os temas que me apetecer. Há sempre alguém que irá ler e identificar-se, especialmente se isto for feito com dedicação e por gosto :) De facto, isto só morrerá se deixarmos, e só fica quem "pode" - ou seja, quem quer realmente :) Gostei da tua comparação com a selecção natural, acho que é mesmo isto ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho uma teoria que, basicamente, é: quem é picado pelo bichinho da blogosfera acaba sempre por voltar, nem que seja após vários anos ou somente como leitor doa seus blogs favoritos. Há coisas como essas que referiste que só dá mesmo para fazer na blogosfera, é esse é um dos motivos pelos quais ela não morrerá, pelo menos até surgir uma plataforma que faça o mesmo.
      Por isso é que acho que esta seleção natural é boa, só vai ficar cá quem quer verdadeiramente :).

      Eliminar
  24. r: Bem que gostava de perder esse medo! Talvez um dia arrisque novamente...

    ResponderEliminar
  25. Oie, tudo bem?
    Primeira vez te visitando e já gostei da reflexão.
    Particularmente, eu blogo porque amo escrever e acabei criando vínculos bacanas na blogosfera por conta disso. Não é por status nem dinheiro. E é por isso, por gostar do que faço, que vou seguir em frente. =D
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  26. Oi
    Eu já vi tanta fase dessa blogosfera mesmo não fazendo parte dela antes. Em minha opinião, ela não está morrendo, apesar de muita gente ter desistido do blog para ir ao instagram, que na minha opinião é pior. Não consigo escrever em uma plataforma tão pequena, levaria dias... ainda prefiro ficar aqui. É uma pena que as pessoas estão se deixando levar.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderEliminar
  27. r: Fazia-me todo o sentido partir da minha relação com o medo e depois, então, partilhar alguns mais concretos. Porque acho que tudo tem um sentido prévio, que é preciso desconstruir
    O colocar dentro de uma caixa é mesmo por essa lógica de não os deixar tomar decisões por mim. Embora não os controlemos a 100%, há sempre algo que podemos fazer :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito do teu texto por isso mesmo, por causa do modo como o construíste :).
      Beijinhos

      Eliminar
  28. É mesmo isso, só se nós deixarmos! O que me deixa verdadeiramente triste é o desinteresse que as pessoas têm pela escrita, pela leitura... Isso sim, deixa-me triste...
    Beijinhos,
    Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo triste isso, não darem uma oportunidade à leitura por preguiça :(.
      Beijinhos

      Eliminar
  29. Acho que tudo têm as suas fases :) mas concordo contigo só acontece se o permitirmos

    https://retromaggie.blogspot.com

    ResponderEliminar
  30. O meu blogue nunca vai acabar porque eu publico também para mim, é tipo o meu diário, para não me esquecer de algumas coisas e afins...
    Fora isso no insta não dá para fazer posts deste género, nem toda a gente gosta de fazer vídeos.
    EU prefiro mil vezes blogues do que 300mil stories e coisas afins mas se calhar sou eu que sou old fashioned e que não criei o blogue para lucro ou que não sou likedependente ahahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não acho que é ser old fashioned, é uma plataforma como as outras, pode não estar na moda, mas também não fazemos parte do passado, porque não vamos deixar :).

      Eliminar
  31. Adorei ler o teu texto. Estás de parabéns!! Palavras lindas :)
    Tens toda a razão, há muito por dizer que não cabe - nem nunca caberá numa foto ou numa publicação do Twitter :)

    ResponderEliminar
  32. Já estou no mundo dos blogues a alguns anos, com outras caras diferentes (a atual é esta), e para ser sincera, nunca vi este tema a ser abordado, mas tenho que admitir que nos últimos meses tenho sentido que as visualizações são mais baixas, que o público é menor e que já não existe uma variedade que antes existia.
    Mas concordo com a tua opinião, quando dizes que isto só morre se quisermos. Afinal a blogoesfera não é o único site que sofre uma diminuição de público. Por exemplo, o Facebook a uns anos atrás era o que estava a dar e toda a gente tinha uma conta e agora é talvez uma das menos usadas.
    Temos de habituar-mo-nos a corrente.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu em quase 4 anos de blogosfera já vi este tema ser abordado muitas vezes.
      É mesmo isso, temos que nos adaptar :).
      Beijinhos

      Eliminar
  33. Świetny post <3 bardzo mi się podoba :* oraz super blog :) obserwuję i zostaję tu na dłużej :D zapraszam http://mysterious-natalia.blogspot.com/

    ResponderEliminar