"". Life of Cherry: "Família é família"- só se fizermos por isso! !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

16.8.19

"Família é família"- só se fizermos por isso!

"Família é família"- só se fizermos por isso!

Cada vez mais se fala sobre relações e todas as construções  relacionadas com as mesmas, que nos fazem ser e viver em sociedade. Apesar de dar a sensação que existem cada vez mais relações tóxicas e que se perderam muitos dos valores de antigamente, acredito que estes assuntos também são cada vez mais discutidos e há mais apoio. Debate-se relacionamentos amorosos, amizades, relacionamentos profissionais... Há, porém, algo que ainda parece ser intocável, e este algo chama-se família. 

A família é o único grupo de pessoas que não podemos escolher. Podemos escolher os nossos amigos, a nossa cara-metade, até os nossos colegas de trabalho, mas não podemos escolher os nossos familiares. É o que nos calha, tanto para o bem como para o mal. Nós não escolhemos estas pessoas que fazem parte de uma micro parte da sociedade que pode ditar muito daquilo que somos. 

Nós crescemos com  noções bem tortas daquilo que as relações familiares supostamente devem ou não ser. Principalmente, parece que todos nós herdamos um tradicionalismo denominado respeito mas que, por vezes, nada mais é do que estruturas de poder. O verdadeiro respeito é outra coisa. Sim, claro que devemos respeitar os nossos familiares, mas da mesma forma que precisamos de respeitar todas as outras pessoas. Respeito nunca pode ser algo unilateral, independentemente se são pais, filhos, netos... Respeito não pode depender de uma hierarquia, tem que ser cultivado com a mesma dedicação que nos outros relacionamentos. 

Acredito que se todos nós tivéssemos diálogos mais transparentes com a nossa família, atitudes mais genuínas e motivadas por amor e honestidade, muitas das relações familiares que vemos por aí não seriam tão tóxicas. Se tivéssemos o mesmo cuidado para os agradar como tentamos agradar os nossos vizinhos, amigos ou aquela crush, em vez de os tomar por garantido, porque "família é família", não seríamos tão infelizes na nossa própria casa.  

Aliás, o relacionamento tóxico mais aceite pela sociedade é o familiar, que pode destruir vidas, sonhos, afetos, e é impressionante como uma simples frase, "família é família", impede que tanta gente peça ajuda. Há pessoas que são maltratadas física e/ou psicologicamente, que vivem com familiares toxicodependentes, crianças que abdicam da sua infância ao assumir responsabilidades de adultos, entre muitos outros problemas que não aceitaríamos noutro contexto, mas como é no contexto familiar, "ah, problemas de família, normal". Nada disto é normal!

Não é porque é família que as pessoas não mudam, tanto para o bem como para o mal. Não é porque é família que as pessoas são obrigadas a compreender tudo o que pensamos, como pensamos. Não é porque é família que deixa de existir violência. Não é porque é família que o respeito é construído de forma unilateral. Não é porque é família que as pessoas são obrigadas a conviver. Não podemos construir uma relação unicamente baseada naquilo que é socialmente aceite. 

Crescer fez-me ver os meus familiares com outros olhos, não apenas como isso, com este "título",  mas como seres humanos, com as suas personalidades, ambições, medos, qualidades e defeitos, formas de pensar diferentes e objetivos diferentes. Não é nada fácil lidar com as diferenças (apesar de também serem estas que tornam a nossa "microssociedade" em algo tão vivo e dinâmico) e chocamos muitas vezes, porém esforçamo-nos para caminhar constantemente no mesmo caminho, mantermo-nos unidos, aprendermos uns com os outros, criarmos tempo para convivermos, divertirmo-nos juntos, e apoiarmo-nos sempre, nos bons e nos maus momentos, e até nas decisões com as quais, por vezes, não concordamos. Importamo-nos com a felicidade uns dos outros, e fazemos por isso, todos os dias.  Sei que, no entanto, nem toda a gente tem a mesma sorte que eu, e caso não consigam fazer o mesmo, abandonem, porque é o mesmo que fariam com qualquer pessoa tóxica na vossa vida, não é? 

Relações familiares precisam de manutenção como qualquer outra relação. Têm que estar em constante evolução, e isso só se verifica se dermos espaço para que isso aconteça. É nesta dinâmica que existe a verdadeira empatia. 

Por isso, vamos parar de  romantizar ambientes familiares tóxicos... Que tal romantizar antes o amor em constante construção?

13 comentários:

  1. Faço das tuas palavras, minhas! Temos tendência a desculpar certas circunstâncias porque acontecem no seio familiar, mas não é por isso que se tornam menos graves... Aliás, muito pelo contrário. Se não podemos contar com a nossa própria família que, supostamente, nos devia apoiar em tudo, com quem podemos contar?

    Beijinhos,
    dreamcatcherblog2.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para o bem e para o mal, a nossa família é tudo, e se não pudermos contar com ela, perde-se uma grande parte de nós, mas se, para algumas pessoas, essa for a decisão que mais fizer sentido, não as podemos impedir de fazer isso por causa de meras construções sociais.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. "respeito nunca pode ser algo unilateral" tão verdade e, na maior parte das vezes, a raiz do problema. Costumo implicar imenso com a frase "tens de respeitar os mais velhos" porque dá a esses "mais velhos" a desculpa para se intrometerem e desrespeitarem as gerações mais novas sem que eles se possam defender sem serem denominados de rudes ou malcriados. Devemos respeito a toda a gente. Independentemente da idade, proximidade ou relação (familiar ou não), mas é uma ideia que tende a ser rejeitada porque infelizmente ainda dá jeito a alguns...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também implico imenso com essa frase precisamente por isso, depois os mais jovens não se podem defender sem serem julgados...

      Eliminar
  3. Tal como já foi aqui dito, a ideia de respeitar os mais velhos sempre me encanitou. Então e os outros não merecem respeito, não? E já tive pessoas a sentirem-se ofendidas por eu não dizer amén a essa frase. Gente tacanha, é só o que me ocorre. Respeito quem me respeita. Quem não, fuck them. Até podem ter 80 anos no cu... e acerca de suportar relações tóxicas só porque são família, nope. Não os escolhemos, mas podemos cortar relações :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo essa atitude, só convivermos com quem nos faz bem :).

      Eliminar
  4. Obrigada pelo comentário.
    O texto está excelente e faço de algumas palavras tuas, minhas.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Concordo em absoluto... Principalmente a parte em que as relações familiares merecem e pedem manutenção como todas as relações. Até porque "se a família é certa" é a ela que mais empenho emocional devemos.

    ResponderEliminar
  6. Percebo-te perfeitamente. A família é um pilar muito importante e que condiciona em muito o nosso crescimento e comportamentos. Talvez por isso seja mais difícil de enfrentar...

    ResponderEliminar
  7. Acredito também que se houvesse diálogos mais transparentes as relações seriam melhores. Todos temos algum ponto de vista que deve ser respeitado e todos para viver em sociedade deve saber que uma hora tem que ceder e a vontade do outro também é importante. Amei esse texto.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderEliminar