"". Life of Cherry: 5 coisas random e embaraçosas que já fiz a mim própria !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

14.8.18

5 coisas random e embaraçosas que já fiz a mim própria


De vez em quando, estou eu sossegada da minha vida, a descansar esticadinha no sofá, e o meu cérebro decidi recordar-me de cenas embaraçosas que eu fiz há 10 anos atrás. E também foi o meu cérebro que me obrigou a escrever este post contra a minha vontade, pode ser que se eu publicar isto ele me deixe em paz.

Eu faço cada coisa que as minhas amigas até já dizem " tu és um meme". Eu juro, eu pareço saída daqueles filmes de comédia em que os protagonistas são as pessoas mais desastradas do mundo. Mas vou poupar-vos dos meus piores momentos (mentira, vou poupar-me a mim, isto é um blog público, nada de oversharing) e contar as mini histórias embaraçosas que estão no meu registo. 


1. Escrevi o nome da minha crush em vez do meu num cabeçalho de um teste: Antes que me comecem a julgar, eu tinha 13 anos, ok?! A inteligência não era algo que me assistia naquela altura. Estava tão perdida de amores que até cheguei a estes pontos. Felizmente o professor da disciplina manteve o seu sigilo profissional, caso contrário eu hoje não estaria aqui para contar a história, teria morrido de vergonha.

2. Fiz um segundo furo na orelha sem querer: Isto foi um castigo para eu parar de armar-me em multitasker e parar de fingir que conseguia meter uns brincos em andamento, sem espelho. Estava eu ali a tentar pôr os brincos, a acertar no furo e a pensar " Fogo, estou a demorar muito tempo hoje, estou taralhouca". Passado algum tempo, comecei a ter dores, mas pensei que estivesse mais sensível (  minha pele é muito princesinha, portanto nem estranhei). Às tantas, já estava farta de tentar meter os brincos e vou ao espelho pô-los. Aí reparo que fiz um segundo furo a minha própria. "Como é que é possível uma pessoa fazer um furo na orelha sem reparar?", estão vocês a perguntarem-se, incrédulos. Pois, nem eu sei, eu não vos digo que tenho parafusos a menos? É assim, não ficou um furo completo, não dá para meter lá brincos, mas até hoje fiquei com a marca. Quando era adolescente, os outros questionavam-me "oh, fizeste um segundo furo?" e eu dizia que sim porque me dava um ar cool, agora já desisti disso e conto esta história porque é uma boa maneira de quebrar o gelo ou fazer alguém rir.

3. Entrou-me uma peça de um brinco na orelha: Eu não percebo, eu e os brincos não nos damos bem. Deve ser por isso que eu agora sou alérgica e não posso usar nenhuns, a Mãe Natureza castigou-me por só fazer asneiras com brincos. Bem, estão a ver aquela parte de trás do brinco ( que agora não me lembro do nome,  que se mete atrás da orelha? Gostava de ter sempre os brincos bem presos à orelha para não me caírem sem eu notar, mas acontece que dessa vez meti a pecinha um bocadinho mais encostada à orelha do que devia e, quando dei conta, estava dentro da minha orelha! Ainda tentei tirar sozinha, mas estava mesmo presa no furo. Comecei a panicar, a pensar que já iria às urgências por causa disto, mas felizmente pedi ajuda à minha mãe e ela, depois de uma grande intervenção cirúrgica, lá me tirou a pecinha (o que seria de nós sem as nossas mães, realmente...).

4. Tenho um buraquinho na minha mão feito com um lápis: Isto soa tão retardado escrito, mas pronto, aqui vai. Quando estamos a estudar disciplinas aborrecidas, até o trajeto de um voo de uma mosca é mais interessante do que o livro que temos à nossa frente. Pois, eu estava numa dessas sessões de estudo e a minha distração estava a ser ler as linhas da minha mão ( passei por uma fase em que achava que era astróloga, tal como já partilhei aqui) , e depois lembrei-me de fazer uma pintinha no meio da linha do meu, porque aquilo parecia-me tudo geométrico, uma obra de arte, e eu quis armar-me em Picasso. Fiz com mais força que devia, e fiquei com a marca. Ao menos ficou exatamente no meio da linha, imaginem se tivesse ficado 2 cm mais à frente, teria que lidar com essa assimetria para todo o sempre, e a minha POC iria sofrer.

5. A noite em que estava de saltos e me espatifei no chão à frente de gajos giros, duas vezes seguidas: Os seguidores que me acompanham há mais tempo provavelmente lembram-se desta história  (é de 2015, que dinossauro). No meu ano de caloira, fui ao jantar de gala que a associação de estudantes costuma fazer no aniversário da nossa faculdade. Fui de saltos altos, apesar de não ter muita experiência a andar com eles. Mas lá me aguentei toda a noite e até dancei bem com eles. Quase que sobrevivi à noite toda com saltos. Digo quase porque decidi estragar tudo no final. Ao ir para o carro dos meus pais, desci um paralelo muito inclinado à maluca, e espeto-me no chão. Mas como uma queda não foi o suficiente para aprender a lição, levanto-me, dou um passo em frente, e volto a cair. Não tinha reparado que tinha o tacão preso no paralelo. Tudo isto decorre enquanto dois rapazes que eram muito bonitos (ainda por cima!) assistiam à cena toda (deviam ter pensado que estava podre de bêbeda) e, após a segunda queda, decidem vir ajudar-me mas antes disso,  eu levanto-me, desisto de ser chique, descalço-me e dirijo-me resignada para o carro. Três anos depois, não ando muito melhor de saltos, acho que qualquer dia vou entrar para o livro do Guiness por maior número de quedas de saltos.


Não me deixem sozinha nisto, por isso contem-me: quais foram as coisas completamente random e embaraçosas que já fizeram a vocês próprios?

53 comentários:

  1. Bem...eu já escrevi o nome do crush no teste...não te julgo...já agrafei um dedo meu só para ver se o agrafador funcionava mesmo...

    Quanto a saltos...sem comentários...só tenho dois pares...e são bem baixinhos mas...o suficiente para me fazer cair...damn eu e o equilíbrio...não há cá bff's ahaha

    Beijocas,

    A Alfacinha
    www.aalfacinha.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agrafar um dedo? Auch xD.
      Não é preciso serem muito altos para dar mau resultado xD.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Eu fiz o mesmo... Feita totó, meti o agrafador no dedo e carreguei. Claro que sabia que o agrafo ia sair, mas achei que tinha de testar. Doeu!

      Eliminar
  2. Adorei o post!!! Quando lembro dos meus apetece-me enfiar a cabeça num buraco e nunca a tirar. Já que contaste 5 teus, é justo se contar um meu. Quando andava acho que no quinto ano, um amigo meu estava a fazer uma apresentação sobre o seu instrumento favorito: o baixo. Ele estava a perguntar às pessoas quem queria experimentar e eu que sou tão tímida decidi que aquele ia ser o dia que ia perder a minha vergonha e experimentar uma coisa nova que em qualquer outro dia diria que não. Eu estava de saia, então quando experemintei o biaxo, a corda que o instrumento tem para se colocar no ombro puxa a minha saia para cima e toda a gente vê as minhas cuecas. Depois comecei a chorar. Agora arrependo-me de ter usado saia (que eu odeio) e de ter começado a chorar em vez de rir. Isto é só uma das imensas, eu sendo a pessoa mais desastrada no mundo já fiz de tudo! Bjsss
    onlinedreamerweb.wordpress.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, era justo era contares 5 também xD (brincadeira). Acidentes com saia são muito comuns, mas imagino que tenha sido uma situação muito embaraçosa, sobretudo numa idade em que as inseguranças estão à flor da pele. Somos duas xD.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. O meu coração diz-me que é errado rir-me da desgraça alheia, mas não estou a conseguir controlar o riso! Tens aqui um belo conjunto de peripécias ahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente, Andreia, achava que eras boa pessoa xD. É só uma amostra ahahahah.

      Eliminar
  4. No 6º ano, rebentei o fecho de uma saia. O fecho era de cima abaixo, de maneiras que fiquei sem roupa nas pernas xD foi numa aula, do mal o menos, por isso, toca de enrolar camisola à volta e ir no meio de um círculo de amigas à cabine telefónica da escola (meu deus, sinto-me velha LOL) pedir aos pais para me levarem roupa!

    Caí enrolada num rapaz, quando estávamos a dançar, no meio de um baile de finalistas (não o meu e, felizmente, longe da minha terra, por isso quase ninguém me conhecia). Nesta confesso que a bebida teve alguma influência!

    Já rebentei uma sandália de salto cunha na rua mas, felizmente, não estava sozinha e só tive que esperar, descalça, que a minha melhor amiga fosse ao chinês mais próximo comprar-me uns chinelos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cabines telefónicas na escola? Que top! Eu não sei o que é isso, já nasci na época em que os telemóveis já estavam mesmo na moda.

      O álcool sempre a intervir onde não deve xD.

      Eliminar
  5. Já me fizeste rir! Não só com as histórias mas com a forma como as descreveste! xD

    ResponderEliminar
  6. Que belas peripécias! Eu em vez de cair a andar de saltos altos, tenho mais tendência a cair nos ginásios, principalmente, nas passadeiras (em andamento!)
    beijinhos

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu nunca andei numa passadeira de um ginásio, senão o resultado era o mesmo xD.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Que engraçado! Eu também fiquei presa com a parte de trás do brinco dentro da orelha! A mim aconteceu-me porque o meu tique em criança era brincar com o lóbulo (adorava o quão maleável era e melhor seria se fizesse aos outros porque era algo que me acalmava). A minha mãe, ao contrário da tua, não conseguiu tirar e teve que me levar ao centro de saúde.

    R: Obrigada também pelo teu testemunho! Parecendo que não ajuda a perceber que todos, de uma forma ou de outra, temos momentos e pequenas coisas que nos é difícil falar - porque não as ultrapassamos ou porque as desvalorizamos - e que somos todos seres humanos com as nossas fragilidades.
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, que tique engraçado, nunca conheci ninguém com esse tique :). Tiveste mais azar do que eu :(
      Identifiquei-me mesmo com a tua história e fez-me relembrar aquilo que eu também passei. É por isso que gostei tanto do teu texto. A maior parte de nós gosta de se armar em fortes, e precisamos de ser relembrados que todos temos fragilidades.
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Confesso que fiquei embasbacada com essa do segundo furo ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até eu, ainda hoje, fico a pensar como é que eu fiz aquilo xD.

      Eliminar
  9. Peça de brinco na orelha'
    Essa é mesmo hilariante, ehehe coisas que acontecem mesmo
    Eu tenho muitos furos que fiz na adolescência,
    atualmente só utilizo 4

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fizeste muitos :). O meu nunca chegou a estar funcional :(.

      Eliminar
  10. Ri-me muito. Acho que não me aconteceu assim nada de especial a não ser no segundo ano fui a primeira a acabar um teste então a professora disse para fazer silêncio e que podia encostar a cabeça na mesa, que ainda faltava muito tempo. Conclusão adormeci e só acordei porque quando todos tinham acabado, uma amiga minha me foi abanar e diz que já estavam mesmo há muito tempo a tentarem me acordar.
    Outra que me dá vontade de rir foi a primeira vez que fui a uma discoteca a minha mãe foi-me buscar e achou muito estranho o segurança estar a olhar para dentro do carro visto que ela não saiu.Conclusão tinha luzes que refletiam para o carro e ela estava de camisola de pijama rosa aos ursinhos....
    Lendo as tuas lembro-me também de andar no 7ºano e uma pessoa copiou por outra, copiou tão bem que até o nome copiou.E então a professora depois perguntou porque haviam dois dois testes no nome da mesma pessoa. Não imagino o quanto isso tenha sido mau para a pessoa que copiou mas agora relembrando até dá para rir.
    Ah e não consigo andar de saltos, sinto sempre que ando de forma estranha, não nasci para isso (:

    http://arrblogs.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não diria que isso não tenha sido nada de especial. Se mo permites dizer, deve ter sido hilariante xD.
      A tua mãe é que é esperta, fez muito bem, ia-se vestir só para te ir buscar xD.
      Ahahahah, isso é uma boa maneira de apanhar o que infringiu as regras.
      Sinto exatamente o mesmo :(.

      Eliminar
  11. fizeste o segundo furo sem querer? HAHAHAHA adorei

    ResponderEliminar
  12. eheheh tive que me rir com algumas delas, não me leves a mal (a)
    uma delas e com a qual eu me identifico foi fazer vários furos nas orelhas. Tenho 3 numa e dois noutra, atualmente uso só um de cada lado
    Foi aos 17 anos ter feito um piercing no nariz e em 2016 o ter deixado de usar (meu rico dinheiro que gastei a fazer o piercing). entre outras coisas
    beijinho
    BLOG | FACEBOOK | INSTAGRAM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, eu não levo, se levasse não tinha publicado este post :).
      Eu quem me dera que desse para usar o meu :(.
      Beijinhos

      Eliminar
  13. Chocada como conseguiste furar a orelha a colocar um brinco!! E a tua história do crush fez-me lembrar uma vergonha enorme que eu passei com o meu crush porque eu literalmente fugi a correr dele quando nos falámos pela primeira vez, já foi há uns bons anos mas de vez em quando o meu cérebro gosta de me lembrar desta cena embaraçosa!

    Beijinhos,
    http://averamarques.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, isto é um talento natural para causar desastres xD. Isso é algo que eu facilmente faria, I know the struggle.

      Eliminar
  14. HAHAHAHAHAHAHAHA não sei se deveria, mas estou morrendo de rir com suas histórias! Nada disso já aconteceu comigo, mas eu já escorreguei numa poça de lama no meio da rua e eu estava vestindo branco. Foi muito embaraçoso ir pra casa andando e toda suja...

    Com amor,
    Steph • Não é Berlim

    ResponderEliminar
  15. r: Só comecei a ler sobre a Floresta dos Suicidas depois de ler o livro, mas a sua simbologia é mesmo fascinante! É daqueles temas que tem tanto de angustiante, como de interesse

    Muito obrigada, minha querida *-*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu, não sei porquê, de vez em quando goste de ler sobre temas mais negros como esse.

      Eliminar
  16. Também tenho uma cota parte de tolices que fiz AHAHAH Exemplo, em pequena (tinha uns 4 anos) meti um sapatinho de um daqueles bonecos que vinha no Kinder no nariz... Queria ver se era do tamanho da narina, inspirei e pronto sapatinho foi para dentro! Acho que sou o motivo para agora virem avisos da idade AHAHA Um pouco mais velha decidi morder um termómetro de mercúrio, só naquela a ver se partia! E partiu mesmo ahahah Fui logo para o hospital! xD

    Fiz tantas asneiras que não sei como é que a minha mãe não teve ataques cardíacos ao longo dos tempos ahahah

    Graças a Deus que nunca escrevi o nome do crush num cabeçalho, acho que morria de vergonha AHAHA xD

    Beijinhos, Brenda
    Momentos de Ataraxia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh meus Deus, eu estou me a rir aahahah, mas imagino que isso tenha sido uma aflição na altura. Olha, quem sabe se não fizeste para um bem maior xD. Ai Jesus, o que é que tu tens para andar sempre a meter cenas no nariz e na boca? xD.
      Eu nem sei como é que eu não morri ahahahah.
      Beijinhos

      Eliminar
  17. ahaha ri me imenso com este post!! estava a tentar pensar em fails que já tenha tido mas acho que nenhum bate os teus em aleatoriedade, muito bom
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou me candidatar ao Guiness então xD.
      Beijinhos

      Eliminar
  18. Omg, ri-me tanto com a primeira xD Mas a que me deixou mesmo no chão foi a segunda! Como é que é possível uma pessoa furar a orelha e nem sentir nada? Ahahah, amei o post xD
    Beijinhos,
    Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sentir senti, só que como eu sou uma florzinha e até fico marcada se me agarrarem no braço com um bocadinho de mais força, nem estranhei xD.
      Bejinhos

      Eliminar
  19. Mulher, não sei se era suposto, mas ri-me um bom bocado!! Se bem que sabes perfeitamente que já coisas iguais ou semelhantes aconteceram a tantas outras mulheres. Eu nem falooooo xDD ahahha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem, assim não me sinto tão embaraçada ahahah, estamos juntas nisto xD.

      Eliminar
  20. Adorei a publicação! Que situações engraçadas, nada como cair à frente de rapazes, ahaha!
    Beijinho, Ana Rita*
    BLOG: https://hannamargherita.blogspot.com/ || INSTAGRAM: https://www.instagram.com/rititipi/ || FACEBOOK: https://www.facebook.com/margheritablog/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada melhor, reparam logo em nós xD.
      Beijinhos

      Eliminar
  21. Confesso que saltos altos nunca me assentaram bem, por isso nunca usei, nem caí deles. Mas já preguei o dedo que segurava o prego, uma vez agrafei um dedo ao experimentar o resultado de apertar o agrafador com o dedo no sítio de onde sai o agrafo e espetei um prego na sola do pé, ao saltar em cima de uma tábua com pregos para apanhar uma galinha. Também caí sobre a navalha de ponta e mola do meu pai, que me ficou espetada num joelho quando corria a tentar espetá-la numa galinha. Outra vez pendurei-me na cauda de um burro e levei um coice que me deixou desmaiado até darem pela minha falta em casa (lol). Acho que foi a partir daí que comecei a "bater mal". lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, doeu-me todos os sítios que referiste ao ler este comentário. Ai que azar que tens xD

      Eliminar
  22. Bem eu ja me espatifei de saltos em frente a uma obra cheia de trolhas lol :D
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se os trolhas eram aqueles típicos homens que só mandam piropos, lamento muito xD.

      Eliminar
  23. Ahahah! Apesar de ser um nódoa de saltos altos, acho que nunca caí, mas sei que estará para breve, certamente ahahah
    Acho que uma das coisas mais embaraçosas que me aconteceram foi ir contra o vidro de uma esplanada em pleno centro comercial e, ainda por cima, ia a correr, por isso imagina só o estrondo! Ahahah!

    Adorei o post! Beijinhos grandes,
    inesmartinsxx.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tiveste sorte xD.
      Ai, isso deve ter sido hilariante xD.
      Obrigada :).
      Beijinhos

      Eliminar
  24. Estas histórias são tãão engraçadas! Adorámos!!! Aliás, este motivo é o que nos faz voltar sempre ao teu blogue. É totalmente genuíno!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohh, obrigada pelas vossas palavras que acabaram de me encher o coração <3

      Eliminar
  25. Ahahahah, desculpa Cherry, mas isto tem mesmo imensa graça. Tens aqui peripécias bem engraçadas, mas furar a orelha sem dar conta? 😂
    Cair em frente a rapazes giros, quem nunca? Uma altura ia a correr, feita sensualona, cai mesmo na relva da escola, devia ter uns 13 anos. Claro que para ajudar, tinha rapazes de babar a olhar para mim e a rirem-se feitos perdidos.
    Tudo são histórias que, apesar de embaraçosas, nos fazem rir :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda hoje é um mistério como eu fiz isso xD.
      Porque é que os rapazes giros só aparecem nas alturas mais embaraçosas? xD.

      Eliminar
  26. Escrever o nome da crush é mesmo muito engraçado ahahahah e que sorte que tiveste do o professor não dizer nada!! Ainda há umas 2 semanas, enquanto tentava correr (entre passo acelerado e correr) com umas sandálias de cunha para apanhar o metro, espalhei-me no chão. Felizmente foi antes das escadas e, como cair já é um hábito, levantei-me logo e ainda apanhei esse metro

    ResponderEliminar