"". Life of Cherry: Os brinquedos que marcaram a minha infância !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

15.12.18

Os brinquedos que marcaram a minha infância


Durante esta época natalícia, fico sempre nostálgica ao folhear os catálogos de supermercados  que agora se enchem de coisas para a pequenada e ao passear pelos corredores repletos de brinquedos. Divirto-me imenso a ver aqueles que não existiam no meu tempo, aqueles que já existiam na minha altura (há brinquedos que são eternos clássicos!) e aqueles que escolheria se ainda fosse criança. 

Fui uma criança bastante afortunada em relação a brinquedos. Tive uma variedade deles, de todos os feitios ( incluindo os ditos "brinquedos para meninos"). Além dos meus, ainda brinquei com muitos dos meus primos, o que fazia com que eu ainda tivesse mais ao meu alcance. Eu adorava-os na altura, mas só agora, em adulta, é que descobri realmente o quanto alguns me marcaram.

(Perdoem-me por algumas imagens terem má qualidade, mas é para avivar mais a memória se necessário).

1. Legos: Confesso que nunca tive criatividade nem habilidade para montar coisas fantásticas com legos. Ficava frustrada por tentar montar uma casa e só conseguir fazer o chão e algumas paredes. Mas, ainda assim, entretinha-me durante horas a juntar pecinhas e a montá-las.


2. Tamagochi: Por volta do meu 3º ano, o Tamagochi virou moda e todas as raparigas da escola tinham um, portanto óbvio que eu também quis um. Lembro-me de estar nas aulas, e de estarem sempre tamagochis a apitarem (os bichinhos passavam a vida com fome, os safados!). Morriam muito facilmente, o que era lixado, porque quando morriam tinha que comprar um tamagochi novo. Na verdade, não era preciso fazer isso, eu é que perdia sempre o plástico que ligava aquilo, e depois não me adiantava nada enfiar coisas lá para dentro que aquilo não ligava. Os meus pais até se davam ao trabalho de cortar plásticos para imitar o do Tamagochi e evitar comprar outro, mas os chineses são mesmo espertos, aquilo não cedia a essas manhosices.


3. Polly Pocket: A rapariga mais pequena do mundo na casa mais pequena do mundo. Imediatamente após a abertura desta pequena caixa fofinha, perdíamos a Polly para sempre, mas que era amada era.


4. Trolls: Este bonecos nus e esquisitos não tinham nenhuma função, mas a cara deles era engraçada, portanto eu gostava deles. Cheguei a fingir que eram escovas de barbear, e ia brincar para a casa de banho com o meu pai enquanto ele se barbeava.


5. Action Men: Eu nunca tive um Ken, portanto este era o Ken das minhas Barbies. Quando os meus primos não estavam a ver, eu roubava-o e casava-o com as minhas Barbies. Coitado do moço, queria mais ação e via-se obrigado assentar com uma mulher que só pensava na sua beleza. A vida é difícil, até para os bonecos...



6. Barbie: E por falar em Barbie, obviamente que ela não podia faltar nesta lista. A famosa rapariga que criou expetativas irrealísticas em relação ao corpo (extremamente magra mas, ainda assim, tinha mamas e rabo, está certo...), cabelo e maquilhagem. Eu sempre soube que ela não era como as mulheres reais, mas ainda assim diverti-me muito a brincar com ela.


7. Lousa mágica: Eu adorava esta lousa porque ficava sempre bastante intrigada com o modo como ela funcionava e adorava o som que esta fazia quando rolava aquela pecinha pequena para limpar tudo.
8. Monopólio: Os jogos de tabuleiro também fizeram parte da minha infância, e o Monopólio foi o que mais se destacou. Um jogo que foi o meu primeiro contacto com os conceitos de investir e de poupar. Faz parte da minha wishlist de Natal e, ao espreitar sorrateiramente as prendas que já estão debaixo da árvore (talvez as tenha apalpado, não confirmo nem desminto), suspeito que um familiar meu já  realizou o meu desejo.  



9. Aquaplay: Ah, o grande clássico Aquaplay! Quem teve este brinquedo teve uma infância muito feliz! Era um brinquedinho com água dentro de uma cápsula plástica (no shit, Sherlock) e tinha uns botões em baixo que criavam pressão na água.  Era o que me entretinha em viagens, distraía-me imenso e evitava que eu enjoasse. 


10. Nenucos: Passei muitas horas a fingir que eram os meus filhos, e até lhes cheguei a vestir roupas de quando eu era bebé. Só não lhes comprei roupas na Chico porque, graças a Deus, a minha mãe não deixou, caso contrário hoje estaríamos falidos.



Quais foram os brinquedos que marcaram a vossa infância?


10 comentários:

  1. Que throwback gigante à minha infância! O único brinquedo que nunca tive foram os Trolls. De resto, brinquei com cada um deles.
    Pessoalmente, o meu favorito sempre foi o Tamagochi! No meu 4º ano surgiu a moda, mas nunca tive um "verdadeiro". Ia sempre à loja dos chineses comprar porque eram mais baratos e cheguei a ter 9! A minha avó cuidava de todos, enquanto eu estava na escola, ahah. Lembro-me tão bem desses tempos! Que saudades :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 9 ao mesmo tempo? :0. Que trabalheira que a tua avó tinha xD.

      Eliminar
  2. Perdia-me com legos (ainda que também não tivesse grande jeito para construções), com os nenucos, com o tamagochi e com o aquaplay. Que nostalgia *-*

    ResponderEliminar
  3. A lousa mágica, os nenucos e as barbies sem dúvida que eram os meus brinquedos favoritos! Que saudades!!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Os nenucos e as Barbies são os que mais me marcaram, sem dúvida. Tinha imensas Barbies com diferentes cabelos, estilos, etc. Ainda hoje, sempre que vejo uma, consigo brincar!

    My Own Anatomy 💫

    ResponderEliminar
  5. Sem dúvida, os nenucos e as barbies! :D
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  6. Ahahah o Aquaplay que maravilha !!! E os legos!!! Os restantes já são mais tarde que a minha geração! Os meus foram outros tantos :-)

    ResponderEliminar
  7. Eu tinha uma caixa enorme cheiaaaaa de polly pockets! Adorava! Todos os anos no natal recebia algo delas novo :D

    Beijinhos,
    www.yellowrain.pt

    ResponderEliminar
  8. Meu Deus, que nostalgia! Nenucos, barbie, tamagochi, legos, aquaplay, brinquei tanto com estes e esta publicação traz-me memórias fantásticas :)
    Beijinho

    ResponderEliminar