"". Life of Cherry: 10 fases que passas ao ver o teu melhor amigo ir para longe !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

24.9.17

10 fases que passas ao ver o teu melhor amigo ir para longe

10  fases que passas ao ver o teu  melhor amigo  ir para longe

Ir para a faculdade também significa, muitas vezes, deixar os teus amigos para trás e, também, os teus melhores amigos, aqueles que estiveram sempre contigo durante o Secundário, ou mesmo desde crianças. Estiveram sempre habituados a terem-se por perto e agora, ao irem para faculdades diferentes, vêem-se obrigados a separarem-se, o que não é nada fácil.

Quando eu entrei para a faculdade, também tive que me separar da minha melhor amiga do Secundário. Eu fiquei aqui em Braga e ela entrou em Lisboa. Portanto, ficámos muito longe uma da outra. Ao início, não foi nada fácil de aceitar, pensávamos que a distância iria destruir a nossa amizade mas agora, dois anos depois, ainda somos tão ou ainda mais amigas do que antes.

Quem se teve que separar do seu melhor amigo reconhecerá certamente estas fases.


1. Entusiasmo: Quando o teu melhor amigo vem ter contigo com boas notícias, a sorrir de orelha a orelha, a dizer que entrou na faculdade x, é inevitável que fiques feliz. São tão amigos que a felicidade dele é a tua felicidade. Começam a saltar de alegria e a conversar animadamente, antes de se aperceberem aquilo que a notícia realmente significa.

2. Espera, o que é que isto realmente significa?: Após o momento de alegria ter passado, começam a aperceber-se de que irem para faculdades diferentes significa ficarem longe um do outro. E aí começam as perguntas " Quando é que vais embora? Durante quanto tempo? Quando é que nos podemos voltar a ver?"

3. O que é que eu vou fazer sem ti?: De repente, começas a pensar em como vai ser o teu mundo sem o teu melhor amigo ao teu lado. Estão habituados a andar sempre juntos, que quase já nem se vêem como humanos separados e com vida própria.

4. Ainda seremos amigos? Não querem ser pessimistas, mas não conseguem evitar. Na verdade, estão a ser realistas. A distância muda imenso as amizades, mas isso pode não ser mau. O facto de estarem longe um do outro pode fazer com que valorizem ainda mais a vossa amizade.

5. Como é que vamos fazer com que isto resulte?: Quando se apercebem que não ser amigos não é uma opção, começam a planear todas as coisas que podem fazer com que a vossa amizade resulte. Falarem por messenger, fazer chamadas de vídeo por Skype, visitarem-se um ao outro, saírem nas férias...

6. Saem muitas vezes juntos antes do verão acabar: Antes de irem para a faculdade, aproveitam todos os dias que vos restam para estarem juntos e recordarem os bons momentos que viveram até aqui. Tentam aproveitar ao máximo porque sabem que, mal as aulas comecem, não terão muitas oportunidades para sair.

7. Dizer adeus e o dia em que e apercebes que ele já foi embora: Dizer adeus nunca é fácil, sobretudo quando sabes que não estarão juntos tão cedo. O dia em que queres combinar um passeio com ele e te apercebes que ele já não está na cidade, ou em que queres ver a tua série favorita e já não o tens como companhia é muito triste.

8. Sessões de telefonemas obsessivos: Nos dias seguintes a ficarem longe um do outro, as chamadas são praticamente diárias. Ficam horas e horas a fio a falar ao telemóvel, e até chegam a fazer como os namorados " Não, desliga tu...".

9. Estou tão orgulhoso/a de ti: Após passar o choque e as saudades iniciais, consegues parar de ser tão dramático/a e finalmente dás crédito ao teu amigo por tudo aquilo que ele alcançou. O teu amigo merece algum reconhecimento após, provavelmente, se ter matado a estudar para entrar na faculdade que queria e realizar os seus sonhos.

10. Tudo vai ficar bem: E, finalmente, tu aceitas isto tudo. Sim, vais ter saudades do teu melhor amigo, mas sabes que tudo isto é pelo melhor. Estão os dois a entrar numa nova etapa das vossas vidas, a tornarem-se adultos e a realizarem os vossos sonhos.


E vocês? Tiveram que se separar do vosso melhor amigo quando foram para a faculdade? Passaram por estas fases?

19 comentários:

  1. Sem dúvida que isso acontece sempre, eu vivo numa aldeia e as cidades próximas não têm faculdades/universidades, por isso eu e todos os meus amigos estudámos longe, porque na maioria entraram para Lisboa e Coimbra, e eu estudei na Covilhã. Ao início é estranho, mas depois até é bom, porque crescemos, aprendemos, valorizamos, tanta coisa, vemos o mundo de forma diferente e quem tem de permanecer, permanecerá sempre :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, quando se vive na aldeia, isto é mais frequente. É verdade, acaba por ser bom tanto para nós, como as nossas amizades, acabamos por crescer e por as valorizar mais :). Sim, a distância é um grande teste às amizades, as amizades que sobrevivem a isto sobrevivem a tudo.

      Eliminar
  2. Já passei por isso sim senhora. Quando me mudei cá para os Açores, passei muito por isso com as minhas amigas, agora é bem mais confortável de certa forma :p

    THE PINK ELEPHANT SHOE // Giveaway: Ganha 80€ em Maquilhagem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nos Açores imagino que seja pior, é ainda mais difícil de visitar os amigos.

      Eliminar
  3. Adorei este post foi super diferente do que costumamos ver!! Quando estamos longe ao fim de semana é hora de café ahahah

    Novo post: http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2017/09/5-coisas-que-vais-precisar-na-casa-na.html

    Beijinhos ♥

    ResponderEliminar
  4. Uma das minhas melhores amigas também foi para Lisboa e senti tudo isso... Às vezes ficamos meses sem nos vermos porque ela é raro cá vir. Mas quando vem... É tudo igual :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é como se nunca nada tivesse mudado :).

      Eliminar
  5. Também já passei por isto, muitas mantiveram-se, outras foram-se (não necessariamente pela distância, porque se as pessoas quiserem arranja-se sempre solução, não se pode culpar a distância).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, quando as pessoas querem muito uma coisa, arranjam sempre maneira.

      Eliminar
  6. Já me mudei para longe e já se mudaram para longe de mim... A primeira vez correu melhor, do que a segunda tem corrido... Infelizmente.
    Veremos! *

    Beijinho d'

    A Marta
    https://amartaeumblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há vezes que correm melhor do que outras, é como tudo na vida.

      Eliminar
  7. Acho que todos passamos por isto e, ao início, custa um pouco não ter aquela "base" presente a todas as alturas, mas acho que se for amizade verdadeira não há distância que estrague!
    https://sunflowers-in-the-wind.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, quando uma amizade é verdadeira, não há distância que a estrague :).

      Eliminar
  8. Um dos meus melhores amigos foi viver para o Luxemburgo há já uns anitos... As coisas não são como eram, mas ainda nos falamos :)

    ResponderEliminar
  9. Uma das minhas melhores amigas mudou de país, não houve a fase de entusiasmo, houve um choque enorme. A nossa amizade continuou, a distância dói mas, também, é prova como o que temos é forte e que há coisas que nunca mudam. Quando vim para a faculdade, fiquei longe do resto dos meus amigos. Se com uns a situação foi igual, a amizade continuou, apesar da distância, e quando estamos juntos aproveitamos melhor... Com outros, acho que a distância só ajudou a mostrar como a amizade era frágil, como a vida muda e as pessoas revelam-se, e até as amizades mais antigas se dissolvem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, mudar de país é um grande choque, não me admira não ter existido uma fase de entusiasmo. Sim, se a vossa amizade sobreviveu a isso, é porque é mesmo forte. Eu acho que a distância é um grande teste às amizades, é com esta que vemos quem é amigo de verdade e quem só estava ali por estar.

      Eliminar
  10. Não é fácil quando os amigos mais próximos vão para longe (no meu caso, até fui eu que saí para mais longe)... mas é muito bom sentir que tudo continua na mesma quando estamos juntos!

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar