"". Life of Cherry: Como escrever um post patrocinado ( sem vender a essência do blog) !-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

10.1.18

Como escrever um post patrocinado ( sem vender a essência do blog)

 Como escrever um post patrocinado ( sem vender a essência do blog)

Os blogs estão a ter cada vez mais influência nos seus leitores, nas tendências e na forma como se partilha informação. Por estas razões, são cada vez mais as marcas que apostam em blogs para se publicitarem e se darem a conhecer. Apesar disto, ainda existe muita polémica em torno da publicidade na blogosfera. Há quem ache desonesto, há quem diga que os bloggers não deveriam ganhar dinheiro com os seus blogs, e muitas outras coisas, que fazem com que os bloggers tenham receio em associar-se a marcas e escrever este tipo de publicações.

Já fiz algumas parcerias ( poucas, porque o meu blog ainda não tem assim tanto alcance, mas também porque já tive que recusar algumas) e sei que escrever um post patrocinado pode ser uma tarefa bastante difícil.

Basicamente, temos sempre que agradar a três pessoas/grupos de pessoas. Tens que te agradar a ti próprio(a), ou seja, tens que adorar aquilo que estás a escrever e tens que te sentir bem em publicá-lo. Em segundo lugar, tens que agradar aos teus leitores ( ou, pelo menos à maior parte, porque nem toda a gente se vai interessar pelo mesmo) que, pois são estes o teu público-alvo, que tão carinhosamente te seguem e, sem eles, não estarias a escrever um post patrocinado. E, por último, tens que agradar à marca, que te está a pagar para os publicitares. Além destas exigências, ainda tens que fazer com que o teu post se encaixe no registo habitual do teu blog. Parece muita coisa para gerir, não é? E se esquecêssemos então toda essa pressão? É possível escrever um post patrocinado sem tantas dores de cabeça e, melhor do que isso, sem vendermos a nossa essência do nosso blog, basta  ter em atenção estes 5 elementos.


1.  A tua essência: Todos nós já lemos posts patrocinados que, bem, parecem totalmente patrocinados. Não é que nós, bloggers, quando publicamos posts assim, queiramos esconder o facto destas publicações estarem a ser patrocinadas (até porque agora há uma lei que nos impede de fazer isso), mas nós queremos manter-nos fiéis à nossa essência e ao registo do nosso blog. Quando escreves posts patrocinados, não tens que mudar o teu estilo de escrita ou a tua personalidade só porque estás a escrever um tipo de conteúdo diferente. Deves escrever estes posts da mesma forma que escreverias outro qualquer. Estás a ser paga para escrever determinada publicação, mas não te esqueças que o blog continua a ser teu e este é  aquilo que  tu quiseres.

2. A tua opinião: Vamos esclarecer aqui uma situação, que causa conflitos interiores a muita gente. Lá por estares a ser pago(a) ou por teres recebido um produto de uma marca, não significa que só possas dizer coisas boas acerca do produto e/ou da marca. Podes e deves escrever sobre pontos negativos, caso haja algo no produto ou até na própria marca que não te tenha agradado. Quando se tratam de publicações patrocinadas, eu sei o quanto duro pode ser conciliar a nossa visão com a visão da marca, mas o mais importante é sermos honestos com os nossos leitores. Para não sentires tanto esta pressão, diz logo à marca que aceitas a parceria, mas que irás dar a tua opinião honesta, seja esta positiva ou negativa. Se a marca já não te quiser por isso, azar o dela! Caso detestes mesmo um produto ou serviço, não escrevas uma publicação, comunica isso à marca e dá-lhes uma oportunidade de remediar a situação ou então segue em frente.

3. A tua história pessoal com a marca: Esta é uma grande regra de ouro. Faz com que as tuas publicações patrocinadas se relacionem sempre com as tuas experiências pessoais e com que, de alguma forma, os teus leitores se relacionem com estas. É muito mais interessante ler publicações assim, pessoais, do que apenas uma publicidade a um produto/serviço que faz logo com que as percam a vontade de ler logo no início. É isto que distingue os blogs de anúncios de revista ou televisão. O facto de mostrarem a experiência de alguém com determinado produto/serviço. Porque toda a gente já está, certamente, farta de pessoas que aparecem na TV a dizer " compre este produto, que é muito bom!" Querem uma visão genuína e real acerca de uma marca.

4. Uma chamada para a ação: Afinal de contas, a marca associou-se ao teu blog para poderes despertar a atenção dos teus leitores para a sua existência. E se gostaste de trabalhar com determinada marca queres que a sua campanha seja bem sucedida, o que significa que os teus leitores têm que estar muito interessados e bem informados. Certifica-te que incluis no teu post informação sobre a marca, como contactá-la e como comprar produtos ou determinados serviços.

5. Indicação de que se trata de uma publicidade/parceria: Isto não é apenas essencial, é obrigatório por lei. Longe já vão os tempos em que existiam bloggers a escrever posts publicitários, e a jurar a pés juntos que não estavam a ser pagas por isso. Isso não só era falta de transparência como era fazer dos leitores uns burrinhos.. Embora o facto de estarmos a fazer uma parceria com a marca não invalide o facto de estarmos a ser honestos, as pessoas têm todo o direito de saber que o post que estão a ler é patrocinado. Por isso, no início ou no final dos posts, certifica-te que deixas uma nota a dizer que estás a ser pago(a) e/ou que estás a receber produtos de x marca.


E vocês? Já escreveram posts patrocinados? Incorporam estes elementos nos vossos posts?

57 comentários:

  1. Eu sou sempre a minha opinião sincera. Em tudo. E quando faço um post patrocinado costumo por a tag “sponsored” nesse post! :)

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também sinto isso quando leio os teus posts patrocinados :). Continua assim :).

      Eliminar
  2. Adorei o post com estas dicas! Este tipo de pots são muito importantes para todos os blogs :)

    Estou a seguir o blog, gosto muito :) Gostava muito que passasses pelo meu blog e me desses a tua opinião sincera!
    Beijinho,
    Inês do blog https://umblogindisponivel.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Acho que a sinceridade e a espontaneidade são essenciais para um post com patrocínio! Temos que ser nós mesmo, ser chamativos mas não perder a nossa essência! Beijinho *

    ResponderEliminar
  4. Costumo colocar nas tags "parceria" ou "patrocinado" mas ainda não tenho tantos assim. As dicas que deste valem quase ouro! Beijinhos

    www.carolinafranco.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu coloco sempre entre parêntesis no final do post. Obrigada :).

      Eliminar
  5. obrigada pelo comentário <3
    ótimas dicas! concordo com tudo aquilo que referes :D

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De nada ora essa, gosto de um post, comento :).
      Obrigada :).

      Eliminar
  6. Somos novos na bloguer. Mas não temos nada disso que refere. Gostei de ler

    Hoje:- Saudade, com cor e presença.
    .
    Bjos

    ResponderEliminar
  7. Para mim os pontos 1 e 3 são um dos que devemos levar mais em conta. Não acho mal as bloggers ganharem dinheiro, acho muito bem, só que por vezes é notório que estão a fazê-lo e nem sequer se identificam ou nem sabem do que estão a falar. Inclusive já recusei por não me identificar com uma marca!
    Adorei a postagem e já estou a seguir o blog :)
    Beijinhos.
    welovecr.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não tenho problemas com isso ( seria hipocrisia se tivesse, visto que ganho dinheiro com o meu blog xD), desde que se identifiquem com aquilo que estão a fazer, caso contrário parece mais um site de publicidade do que um blog.
      Obrigada :).

      Eliminar
  8. R. Obrigada! Descobri na blogosfera uma colega?? Que giro!! Onde é que estudas?

    ResponderEliminar
  9. Não tenho parcerias mas concordo com o que dizes. Já que sermos sinceros acima de tudo e fiéis a nós mesmos.

    ResponderEliminar
  10. O objetivo de cada blogue deve estar bem definido, principalmente, para a pessoa que o criou. E é tão válido querer ter um espaço mais profissional como ter um que seja encarado como um hobbie. Ou, então, encontrar um meio-termo. Independentemente da vertente que se quiser seguir, acho que a honestidade e a espontaneidade são chaves fundamentais.
    Fazer uma publicação paga não implica, de todo, perder identidade. E acho que estes cinco pontos que mencionaste são mesmo fulcrais!

    r: Até podia ter acontecido, e seria uma excelente inspiração, mas aquela citação já acompanha a rubrica desde o início :p ahahah
    Muito, muito obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais! Independentemente do objetivo de um blog, o importante é haver honestidade e personalidade própria.
      Que mal, nunca tinha reparado ahahahah.

      Eliminar
  11. Acho que são dicas ótimas para que as pessoas não sintam que perdem a sua essência se tiverem a oportunidade de serem patrocinadas! :)

    ResponderEliminar
  12. Adorei as dicas, super úteis mesmo.... Concordo com tudo o que disseste!!

    Novo post: http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2018/01/golden-globes-2018-black-on-red-carpet.html

    Beijinhos ♥

    ResponderEliminar
  13. Eu não consigo escrever um post em que não estou a ser sincera para quem me acompanha, mas também como o meu blog é o dito "pessoal", porque não me importo com views, vai de mim assim desde o inicio :)

    AZUENTURE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que, independentemente de ser um blog pessoal ou mais profissional, tem que existir sempre honestidade.

      Eliminar
  14. Olé, excelente post :) infelizmente ainda há muita malta que precisava de ler os primeiros pontos: quando vejo algo que é claramente copiado mas disfarçado de texto próprio, ou uma review de um produto qualquer que não faz sentido (tipo uma review de um produto cosmético feita um dia depois de o receber), não consigo não perder um bocadinho da consideração que tenho pelo trabalho d@ blogger...e por isso tento ao máximo não cair nesse erro lá no meu estaminé. Aliás, já recusei algumas parcerias precisamente por essas questões, e acho que é importante perceber o que é que faz sentido no nosso espaço, não só por respeito a nós mesm@s, mas também por respeito a quem nos lê. Por outro lado, se o trabalho está bem feito, não vejo absolutamente nada de errado em fazê-lo. Trabalho é trabalho, não é vergonha nenhuma e não nos tira a sinceridade!

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :). Enerva-me ler textos assim. O pior mesmo é quando fazem review de um produto que nem sequer experimentaram só por estarem a ser pagas... Há pessoas que fazem tudo por dinheiro. Isto de ganhar dinheiro com blogs é muito giro, mas é preciso ter juízo e saber fazer parcerias sem mentir ou vender a alma.
      Exatamente, se for feito com honestidade e genuinidade, não há problema nenhum :).

      Eliminar
  15. Concordo com tudo! Ter essência é tudo :)
    http://voltaemeiaa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  16. Gostei muito do post...é um bom guia e relembra bem os pontos essenciais de um post patrocinado..
    Beiinhos

    ResponderEliminar
  17. Adorei as dicas! Realmente são bastante úteis.. Há pessoas que se perdem no publi e fazem aquela indicação só para ganhar dinheiro..
    http://vinipratez.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  18. Nunca fiz uma publicação deste género, como sabes, além disso, não me parece que algum dia vá fazer, não sei se o meu blogue vai crescer esse tanto eheh
    Porém, só leio críticas patrocinadas de certos blogues... daqueles que sei que a opinião não está condicionada e que me provaram não se deixar influenciar facilmente.
    Acho que todos os pontos são mesmo importantes, sendo que aquele a que dou mais importância é ao primeiro, gosto de ver o registo e a essência da pessoa que escreve reflectida no produto.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acredito que o teu blog irá ter muito sucesso se te dedicares a ele e continuares a escrever com paixão :). O teu conteúdo é muito diferente daquilo que normalmente se lê, e é algo que te distingue ( além da tua personalidade <3).
      Eu também sou muito seletiva nos posts patrocinados que leio. Só depois de ter ganho confiança com o blogger é que confio.
      Beijinhos

      Eliminar
  19. É um óptimo tema. Acho que há muitos blogues que perdem a sua essência porque se focam demasiado nas marcas.
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
  20. Oi Cherry, conheci seu blog hoje é cai de cabeça em um post com um tema super importante! Automaticamente amei seu blog km
    Eu concordo com absolutamente tudo que disse no post, sinceridade sempre pois nossos leitores merecem saber a verdade sempre!
    Beijinhos ótima quinta feira 🌸


    Aos Olhos da Diu × FanPage

    ResponderEliminar
  21. A solução é simples: não o fazer! Não se vendam. Não vendam a alma ao diabo. Não encham blogs com palha publicitária quando há tanto tema de valor a ser analisado.
    O meu blog tem zero publicidade e nunca terá publicidade nem sponsored content, porque não baixo as calças, porque não me vendo nem por 2 tostões nem por e milhões!
    O MEU BLOG: Pensamentos Nómadas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem todas os bloggers estão a vender a alma ao fazer um post publicidade ou ao ter publicidade no blog. Eu faço estes posts precisamente para acabar com essa visão irrealística de que " ter publicidade num blog é pecado, é gente gananciosa, que vende a alma ao diabo". Os tempos são outros, ser blogger já é considerado um trabalho como qualquer outro. Não há mal nenhum em ganhar dinheiro com algo que gostamos, desde que sejamos sempre honestos e não percamos a identidade.

      Eliminar
    2. - Mal não há, pos claro que não, e não sou moralista.
      - *ena é que em vez de se produzir conteúdo original e intelectualmente estimulante... produz-se publicidade, propaga-se consumismo, estupidifica-se uma sociedade em vez de abrir mentes e educar gentes... em resumo, vai-se cavando o fosso no qual iremos todos morrer: o fosso do sobreconsumismo, poluição, destruição ambiental e desfragmentação mental e social.
      - Eu prefiro fazer o contrário, criticando tudo isto, escrevendo sobre tudo isto, aconselhando livros sobre tudo isto.
      - Posso-te aconselhar livros interessantes desmontando a fundo esse cancro da humanidade chamado "publicidade"

      Eliminar
    3. Um livro do criador da moderna publicidade/propaganda:
      - Propaganda - https://www.goodreads.com/book/show/493212.Propaganda

      2 livros do contra
      - CONTRAPUBLICIDAD. Consume hasta morir - https://www.goodreads.com/book/show/15730055-contrapublicidad-consume-hasta-morir

      - De la misère humaine en milieu publicitaire: Comment le monde se meurt de notre mode de vie - https://www.goodreads.com/book/show/10347862-de-la-mis-re-humaine-en-milieu-publicitaire

      Começa pelo melhor, o último.
      Boas leituras
      :)

      Eliminar
    4. Eu acho que isso é muito generalizar. Existem, de facto, bloggers que só estupidificam a sociedade com posts com publicidade enganosa, mas existem muitos outros tantos que fazem posts patrocinados genuínos e honestos. Eu ganho dinheiro com o meu blog e, como podes ler, tenho um blog genuíno e que tem a minha identidade.
      Obrigada pelas sugestões :), irei espreitar esses livros, para conhecer outra perspetiva, mas a minha opinião é esta e não vai mudar.

      Eliminar
    5. Tudo bem, mas se não vai mudar, não te canses a ler então.
      Quem nasce com razão definitiva, não precisa de analisar o raciocínio de terceiros.

      Eliminar
    6. Quem nasce com razão definitiva? Que eu saiba, tu não tentaste perceber o meu ponto de vista. Eu, por outro lado, percebi o teu. Há sempre o receio de estarmos a ler um post patrocinado e estarmos a ser enganados, mas nem sempre esse é o caso :).

      Eliminar
    7. "mas a minha opinião é esta e não vai mudar.", foste tu quem o escreveu, certo? Se já sabes que não vais mudar de opinião sbre um assunto antes mesmos de ler argumentos no sentido contrário, enfim, não me leves a mal, mas eu naturalmente concluo que acreditas ser dona da razão definitiva. Insisto, isto não é uma acusação, é uma conclusão por demais óbvia.

      Eliminar
    8. A razão pela qual eu afirmo isso é porque eu já formei a minha opinião. Antes de começar a fazer parcerias no meu blog, ponderei bastante bem, e li argumentos dos dois lados. Eventualmente, decidi o meio termo, nem muitas parcerias e a torto e a direito, nem nenhumas. Apenas aquelas com as quais me identifico :). Já li muito sobre isso, já cheguei até a estudar sobre isso, e sei o quanto a publicidade pode ser manipuladora. Mas cabe-nos a nós, bloggers, escolhermos aquelas que são mais reais e que vão mais ao encontro dos nossos leitores.

      Eliminar
  22. Já li e já escrevi e acho que o mais importante é testarmos as coisas e dar a nossa opinião mais sincera. Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, seja ela positiva ou negativa :).

      Eliminar
  23. Que excelentes dicas!Concordo a 100% com o que disseste! :)

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  24. Nós fazemos questão de informar quando a publicação está a ser de alguma forma patrocinada. Até pode nem ser paga, mas ser uma oferta de artigos e nós escrevemos isso. Isso e outra coisa: esse facto em nada altera a opinião escrita. Isto porque quando alguma marca nos contacta deve saber, e nós referimos logo de início, que a nossa fidelidade principal está com os nossos leitores e a nossa opinião vai ser completamente transparente. Isso é que faz a diferença.
    Não vemos necessidade de ler isso nos outros blogs, porque se nota quando é patrocinado ou quando não é. Muitos não cumprem a lei porque não há punição. Mas nota-se logo a sinceridade e a ausência dela, que é algo que as pessoas podem notar se quiserem. Mas também há muita gente sem dois dedos de testa para fazer essa diferenciação e diz mal só por dizer. Se tiveres curiosidade, visita o nosso post sobre as sandes da Pans. Vê os comentários... É rir de dois deles. Um porque diz que é flagrante conteúdo de sponsor, quando já lá está escrito vezes sem conta. Outro que devíamos pedir patrocínio para a puta da gengivite, quando não contactamos marca nenhuma, mas a marca que nos contactou a nós e quando dizemos até mal de algumas coisas... ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já li posts patrocinados vossos, e acho que são o exemplo perfeito de que realmente é possível escrever este tipo de publicações sem vender a essência do blog.
      É mesmo, é daquelas leis como a dos piropos que é só para inglês ver, infelizmente.
      Já vi :0. Nem toda a gente concorda com os posts patrocinados ( em parte por pensarem que nos estamos a vender), mas também não precisam de ser assim tão agressivos! Não liguem, continuem a escrever no vosso blog com a paixão que sempre escreveram :).

      Eliminar
    2. Muito obrigado por tudo. A sério! Às vezes faz mesmo toda a diferença ler-te e não é mesmo só pelos elogios... Mas mudas o nosso dia! :)

      Eliminar
    3. Ora essa, estou a dizer a verdade :). Quem me dera ter descoberto o vosso blog há mais tempo! São sempre tão genuínos e originais, partilhando sempre conteúdo variado. Quando tiver tempo, hei-de me dedicar a ler os vossos posts mais antigos, aqueles que publicaram antes de eu vos começar a seguir.

      Eliminar
  25. Não tendo um blog com essas características, concordo com o que referes.
    No entanto, não me choca qualquer tipo de publicidade feita por bloggers. Cada um que fique em paz (ou não) com a sua consciência.

    ResponderEliminar
  26. Nunca fiz um post patrocinado, mas acho que tens razão, principalmente na parte em que dizes que devemos ser fiéis a nós próprios e ao registo habitual do nosso blogue :)

    ResponderEliminar
  27. Ainda muito longe dos posts patrocinados, no entanto, estou de acordo com o teu ponto de vista e reforço que a nossa essência (a essência do blogue) deverá prevalecer ☺

    ResponderEliminar